Top 5 – Musicais

Eu sabia que quando chegasse a vez do meu twin escolher um tema, esta seria a escolha dele: os musicais. O maior problema que eu tenho com isso é porque estou p* da vida de deixar tantos filmes incríveis de fora da minha listinha. No final farei duas menções especiais que quase chorei quando não consegui encaixar na minha listinha. Esses Top 5 são cruéis… Mas tendo que filtrar minhas opções, estes são os cinco melhores musicais que já vi:

5. Cabaret (1972)

cabaret2.preview

Sim, se esse é o número 5, imagine o resto. Acho que até hoje eu fico embasbacada com esse filme! Era 1-9-7-2 quando Bob Fosse dirigiu esse clássico que transbordava transgressão sexual, música e ela… Liza Minnelli! Filha da maior diva dos musicais, Judy Garland, Liza provou que não era sombra da mamãe nesse filme tão audacioso. Sem contar a direção, a fotografia, e o clima boêmio que o filme insinuava. Quem não viu, não sabe o que perde.

“What good is sitting alone in your room/ Come hear the music play/ Life is a Cabaret ol’ chum/ Come to the Cabaret!”.

4. A Noviça Rebelde (1965)

sound of music

Um dos maiores clássicos da minha infância. Acho que assisti A Noviça Rebelde umas vinte vezes, fácil! Sem contar que o filme conta com uma das maiores divas dos musicais, na minha opinião. Julie Andrews não só protagonizou esse filme, como também Mary Poppings (Oscar de Melhor Atriz pra nossa digníssima) e Victor e Victoria, que também merecia estar numa listinha dessas… snif. Enfim, o filme conta a história de Maria, a rebelde noviça (rs) que vai trabalhar na manção da família Von Trapp como governanta e acaba se apaixonando não só pelo capitão Von Trapp, mas por sua família.

“Girls in white dresses with blue satin sashes/ Snowflakes that stay on my nose and eyelashes/ Silver white winters that melt into Springs/ These are a few of my favorite things”.

3. O Mágico de Oz (1939)

woz

Mais um obrigatório pra qualquer lista de musicais. E talvez se eu estivesse restrita a classicos esse seria meu número um. Judy Gardand como Dorothy enfrentando a Bruxa Má do Oeste, acompanhada por um homem de lata, um leão e um espantalho! A produção custou uma fortuna, e tinha cores impressionantes para a época. Inspirou (fato) um dos maiores cds de rock progressivo da história, The Darj Side of the Moon, do Pink Floyd, entre outros projetos, como a mini-série recente (beeem fraquinha) Tin Man (2007).

“Somewhere, over the rainbow, bluebirds fly/ Birds fly over the rainbow/ Why then – oh, why can’t I?”.

2. Moulin Rouge – Amor em vermelho (1999)

moulinrouge

Meu record de fanatismo no cinema: fui 11 vezes ao cinema pra assistir Christian e Satine declararem seu amor trágico! Clap clap clap! Obviamente sei todas músicas de cor, e muitos dos diálogos. Até hoje canto “Like a virgin” com o sotaque do Zidler, e imito o “They’re trying to kill you” do Toulouse… Gostaria de ter deixado o Moulin Rouge em primeiro lugar, mas não dava… De qualquer maneira, nunca Nicole Kidman esteve tão linda, no auge da carreira (antes de virar a pagadora de mico, que atualmente ela é)! Barz Luhrman com suas cores quentes, e edição “mtv-esca”, trouxe os musicais de volta ao gosto do “povo”, misturando música pop com o estilo musical clássico, e merecia o Oscar por isso. Mas acabou indo pra Chicago, no ano seguinte. Obviamente o filme não chegava aos pés de MR… tanto que nem passou perto da minha listinha. Fazer o que? Oscar não sabe premiar…

“Love lifts us up where we belong, where the eagles fly, on a mountain high/ Love makes us act like we are fools, throw our lives away for one happy day”.

1. Hedwig – Rock, amor e traição (2001)

hedwig_and_the_angry_inch_2001_685x385

O rock star mais raivoso e amargurado que o mundo indie já conheceu: HEDWIG! Meu maior trauma de vida foi ainda não ter assistido esse filme no cinema… snif. Mas sem problemas, porque mesmo na telinha ele foi grande o suficiente pra me chocar pro resto da vida. A trilha é contagiante ao extremo, a direção é incrível, e a história simplesmente escandalosa. Porém no fundo é doce, inocente, frágil, e por isso Hedwig conquista e sensibiliza como poucos. Eu sou simplesmete apaixonada por esse filme, e ele integra minha trilogia pessoal de ser (risos). Fica ai o Top dos tops: Hedwig and the Angry Inch!

“My sex-change operation got botched/ My guardian angel fell asleep on the watch/ Now all I got is a Barbie Doll-crotch/ I got an angry inch”.

Menção especial para:

. Dançando no Escuro (2000)

dancerinthedark02

Björk e Lars Von Trier. Tá ai uma dupla inesperada que deu certo! Tão certo que a coitada prometeu nunca mais atuar na vida! Mas tudo bem, foi o suficiente. Um filme de consumir suas entranhas de tanta “maldade”, mas ainda assim belo. Vale a pena assistir uma vez. Repetir é como aut-tortura, mas cada um sabe o que faz. E ouvir “I’ve seen it all” nas vozes da Björk com o Tom Yorke é um prazer que consegue te fazer esquecer a crueldade que o filme traz. Lembrando ainda que sem esse filme não teríamos a cantora vestida de ganso/cisne/pato/whatevah no Oscar 2001! A-dou-ro.

. Rocky Horror Picture Show (1975)

RockyHorrorPictureShow_Photo14

O Hedwig da década de 70 talvez… Queria tanto ter encaixado esse filme no Top 5… Mas não deu, uma pena. Esse filme é simplesmente sem-noção, o que faz dele um clássico! Com um elenco incrível e um visual pra lá da travecolândia, o filme é contagiante. A música “Sweet Transvestite” é de cair o queixo! I-m-p-e-r-d-í-v-e-l😉

E acho que é isso ai! Até o próximo Top 5!

5 respostas a Top 5 – Musicais

  1. Su diz:

    “Girls in white dresses with blue satin sashes/ Snowflakes that stay on my nose and eyelashes”

    Nossa, isso me lembra tanto a música tema do the L word…enfim.

    Tava discutindo com o fil pra saber qual ia ser seu primeiro lugar, moulin rouge ou hedwig.

    Você e seu wicked twin estão burlando a essência do TOP 5 – que é a de sofrer por horas tentando escolher apenas C-I-N-C-O filmes – com essas menções honrosas. Hãm!

  2. ftostes diz:

    É, tem que ser só 5! hihihih

  3. Aham.. isso vindo da pessoa que me ligou desesperada alguns minutos atrás implorando pra serem 10 filmes no TOP CINCO!!!! hahahaha

    E Susana, nem vem comparar!! Eu O-D-E-I-O com todas as minhas forças a música tema de L Word. Credowwww.. Nem quero pensar nisso quando ouço “My favorite things” =)

  4. E poxa, foi minha primeira menção honrosa.. O Fil que começou (heheheh)!

  5. Su diz:

    “Girls in tight dresses, Who drag with mustaches/ Chicks drivin’ fast, Ingenues with long lashes”

    Anh? Quê? são as mesmas rimas? Ah, tá. =b

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: