Top 5 – Abertura de séries

Mais uma quarta-feira, mais um top 5! O tema escolhido da vez foi “Abertura de séries”. Eu devo confessar que essa não foi a primeira vez que tentei elaborar minha listinha sobre o assunto, mas existe uma grande diferença em montar uma lista dessas na sua própria cabeça e postar no blog, onde qualquer deslize pode ser fatal (não é, twin? rs). A dúvida maior ficou em como estabelecer os atributos que definiriam as minhas escolhas. Deveria me basear na criatividade, na edição, na música, no fato de ser uma abertura clássica ou não… E cheguei a conclusão que o principal pra mim seria: (1) a “criatividade”, (2) a relação com o conteúdo da série, (3) a música, (4) os demais ítens. Logo, HBO e Showtime tomaram a liderança com duas séries cada, e sobrou um lugarzinho só, que ficou disputado pela animação de abertura de The Nanny, a colagem genial de Desperate Housewives e o vencedor do troféu “quinto lugar” (risos):

5. Pushing Daisies

Sim, “The pie maker” (em português fica tosco, vai…) conseguiu seu lugar de destaque na minha listinha. Tudo isso porque a série não só era uma delícia de se assistir mas tinha uma identidade visual só dela. Pushing Daisies conseguiu ser única. Talvez um pouquinho “Amelie Poulain”, mas ainda assim original. Quem não está cansado dessas séries de investigação derivadas de CSI (que por sua vez roubou muito de Arquivo X)? Uma pena que tenha sido cancelada depois de somente duas temporadas. Se fizessemos um top 5 pra cenas musicais em seriados acho que a Kristin Chenowith, como Olive, cantando Hopelessly Devoted To You, entraria em ambos top tops. Pra quem nunca viu a abertura, segue o link.

http://www.youtube.com/watch?v=3mS8o3f1HxY

4. Weeds

Primeira entrada do Showtime no Top 5 de hoje, mas não a última. Essa série chegou escandalizando e mostrando que Desperate Housewives era inofensivo perto desse furacão de maus exemplos e humor negro. Liderados pela digníssima Mary-Louise Parker a série chegou pra chocar o cotidiano “exemplar” das pequenas cidadezinhas americanas, onde são todos aparentemente integrantes de comerciais da década de 50. Por isso a abertura da série era tão perfeita. E pra não cansar ainda tiveram o bom senso de fazer alterações, como na segunda temporada, onde cada abertura foi cantada por um artista diferente. Atualmente, na quinta temporada, a abertura foi substituida por pequenas formas de introduzir o título da série e o nome de seu criador, mas a clássica “Little Boxes”, na versão original de Malvina Reynolds é a que marcou pra mim. Como não achei em lugar nenhum a abertura original, fica o cover do The Shins…

http://www.youtube.com/watch?v=5mGTLrI8rxQ

3. True Blood

Baseada na série de livros The Southern Tales, da Charlaine Harris, surgiu a série True Blood, nossa primeira menção a HBO. Muito mais que uma série sobre vampiros com sotaque caipira, até porque estamos falando de uma série do Allan Ball (criador de Six Feet Under e roteirista de Beleza Americana), seguimos a tragetória de Sookie Stackhouse, uma jovem garçonete com habilidades psiquicas, que se apaixona pela vampiro Bill. A abertura da série é simplesmente incrível: edição, fotografia, direção e música são todas escolhas perfeitas. “I wanna do bad things with you” define o clima do seriado como um todo e mostra o lado sombrio da natureza tanto humana quanto vampiresca. A-dou-ro! Sem contar que foi através dessa série que fiquei “intima” (ui) do delicioso Alexander Skarsgard.

http://www.youtube.com/watch?v=vxINMuOgAu8

2. Dexter

Acho que essa é a melhor série atualmente sendo exibida na TV, Dexter! Mais uma obra-prima do Showtime, o seriado conta a história de Dexter, um serial killer com princípios (acredite se quiser), que só sai a caça para matar outros como ele. No papel do personagem título está Michael C. Hall, irreconhecível (pra quem acompanhava Six Feet Under), porém formidável mais uma vez, dando o tom certo ao seriado. Pra acompanhar tanta loucura, a abertura fica no tom, sempre no limite entre o riso da graça e o riso da tensão. A série sabe abusar e não se sair mal, e por isso fica com a medalha de prata, com uma abertura inesquecível! Eu muito queria ter editado isso…

http://www.youtube.com/watch?v=utqoFsMYPKs

1. Six Feet Under

Esse foi o primeiro Top 5 em que eu e meu Twin optamos por escolhas tão diferentes, com exceção do nosso número 1, o que eu acho que valhe mais pontos, e por isso não perdemos nossa sintonia em gosto (risos). Sem contar que foi ele que me emprestou as primeiras três temporadas da série, já que eu me recusava a assisti-la dublada na Warner (uma pouca vergonha do canal, diga-se de passagem!). Talvez essa seja a melhor série dramática de todos os tempos, e certamente mereceu todos os prêmios que ganhou. A série também era uma produção da HBO, criada pelo brilhante Allan Ball. Para completar o tom surumbático e excêntrico nada melhor que essa abertura:

http://www.youtube.com/watch?v=KYAe0qwg9Yw

E com essa sensacional abertura da série Six Feet Under termino meu top 5 dessa semana!

4 respostas a Top 5 – Abertura de séries

  1. ftostes diz:

    Tenho muita vergonha em informar que eu NUNCA tinha assistido a abertura de Pushing Daisies, e você sabe que eu AMO a série. Os vídeos que eu baixei nunca tinham a abertura, coisa cada vez mais normal… Shame on me, total!

    Não apenas nosso numero 1 bateu como eu fiz referencia ao seu numero 3, colocando tudo na mesma conta do Allan Ball.

    Weeds e Dexter tb nunca vi… nunca me senti tão alienado em um top 5, acho que por isso a maioria das minhas escolhas, ou eu tenho em DVD ou assistia na TV, nunca baixando…

    Humm, me fez refletir sobre as novas formas de assistir séries… =/

  2. Su diz:

    A abertura de True Blood é realmente incrível. Nunca tinha visto, adorei. E adorei o tema do TOP 5 dessa semana. Goooo, Rafa!

  3. Susana diz:

    Quinta-feira e nada de atualizações…

  4. Rafaela diz:

    Pára de reclamar! E vc, escreveu seu trabalho??? hihihi

    A inspiração está por ai passeando. Quando voltar eu escrevo =P

    Na verdade, agora falando sério (duh), eu queria fazer uma crítica ao filme Cowboy do Asfalto que me deixou indignada essa semana, mas ainda to com preguiça… rs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: