Crítica – Good Dick

gooddickNão, eu não me rendi ao mundo do pornô. Good Dick é na verdade o título de um drama bem pesado e atípico. Não é a toa que me foi recomendado pela Wicked Sis. Tem todo o perfil dela de casal desajustado, mas fofo, complexo, com sérias fobias sociais. Pessoas que de forma alguma se encaixam no mundo, mas se completam. Tem muito do “Lars and the Real Girl”, e até mesmo do “Sonhando Acordado” na história de um atendente de uma locadora (Jason Ritter, que eu conheço de algum lugar, mas não sei de onde) que se apaixona por uma cliente de filmes pornôs (Marianna Palka, também diretora).

O que mais me interessou no filme foi o seu tempo. A diretora trabalha bem os personagens, ela se permite dar o tempo que eles precisam para se abrir, para se expressar, o que é algo complicado. Mas os personagens são complicados, e isso que é interessante. Eles se repelem e se atraem, você quer entender, quer se aproximar, e ao mesmo tempo se afastar. Quer dar conforto, e quer dar uns tapas na cara pra ver se a pessoa sai daquele estopor em que está vivendo. E por mais estranho que seja, é uma sensação de vida, de necessidades básicas, de sentimentos rudimentares, são pessoas com tantas camadas de problemas, mas que ao mesmo tempo conseguem se desconstruir em uma simplicidade de emoções que é difícil não se identificar, ou se comover.

Como nada é perfeito, a música me incomodou profundamente. Era a mesma composição over and over again. E eu realmente acho que uma trilha diferente poderia estabelecer uma um clima bem melhor, mais intimista. Entendo que a opção da diretora tenha sido por estranhamento, combina com o filme, mas ainda assim, eu preferia intimista. Mas é só um pequeno porém. Nada que atrapalhe tanto o filme.

Nota: 8,0

5 respostas a Crítica – Good Dick

  1. Nem gostei desse filme não. Talvez tenha sido a expectativa alta; achei pretensioso demais. E Jason Ritter você conhece de ‘Joan of Arcadia’; ele era o irmão paraplégico.🙂

  2. Eu adorei o filme. Parabéns pra Palka, que não só protagonizou o filme, mas escreveu e dirigiu.

    Já escrevi sobre o filme no outro blog (http://rafaeladias.wordpress.com/), mas eu realmente gostei muito do filme. Acho que eu gosto dos estranhos, com fobias sociais, e que no fundo tem um bom coração, ou no mínimo algo que me fascina.

    Que legal que vc assistiu, wicked bro! =)
    E concordo com a nota… Embora talvez eu desse um 8,5 pra chegar mais perto de 9. rs

  3. carol patriarca diz:

    Assisti o filme e adorei..acho que casal desajustado é pouco, mas são fofos mesmo..e Jason Ritter, além de ‘joan of acaradia’, fez ‘the class’. Eu gostava do seriado, pena que só teve uma temporada.

  4. Camila diz:

    Eu n consegui entender direito o fim desse filme alguem me diz ai de quem eram as fotos que ela via no computad?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: