Crítica – Trilhas Indies

Um filme é composto de vários pedaços de um enorme e complexo quebra-cabeças (to insistindo nessa analogia nos últimos tempos né? Cérebro fritado dá nisso), e pra mim, um desses elementos essenciais a ambientação e unidade do filme é a trilha sonora. As vezes acho que as trilhas originais são muito mais fáceis de passar essa mensagem, afinal de contas, elas são feitas depois do filme pronto, por um compositor, que se baseia na orientação do diretor do filme. Mas em muitos casos, talvez a maioria, o filme se constrói de músicas de diversos artistas e isso é um perigo, em muitos casos. Ultimamente eu tenho ouvido três tilhas indies que gostei bastante, e acredito terem dado unidade a seus respectivos filmes, embora um deles eu *ainda* não tenha assistido.

front1. Juno

Acho que essa é a mais clássica trilha de filme indie dos últimos tempos, rs! Vai dizer que não. Todo mundo adquiriu seu cd (de uma maneira ou de outra) e saiu cantarolando as músicas estranhas, de bandas muitas vezes desconhecidas, por ai. Eu passei uma viagem inteira a Itaipava ouvindo essa trilha até cair no sono, tem coisa mais pegajosa? Mas é uma delícia mesmo, não tem como negar. Te fagocita pra aquele mundo de diálogos rápidos e espertos, de pessoas simpáticas, e com um excelente timing e senso de humor.

Artistas: The Kinks, Sonic Youth, Belle & Sebastian, Mott the Hupple e até a versão da Ellen Page e do Michael Cera da música Anyone Else But You do Moldy Peaches.

Minha preferida: Mott The Hupple – All The Young Dudes. Não adianta, essa música ainda me contagia nostalgicamente, escrita pelo Sir David Bowie.

nick and norah2. Nick & Norah’s Infinite Playlist

Esse filme é bem bobinho mas assistível. Existem coisas piores que ver o Michael Cera, sempre Michael Cera, pagando de garoto errado apaixonado. O filme conta exatamente a história de dois jovens apaixonados por música correndo atrás do suposto show surpresa de sua banda preferida. Com um roteiro bem previsível o filme diverte, e traz essa trilha recheada de indies, com um nível ainda mais de obscuridade que o cd da trilha de Juno. Então vale a pena pra quem se contagiar com o clima fanático por raridades, que o filme traz.

Artistas: Vampire Weekend, Chris Bell, We Are Scientists, Army Navy e outras. Dessas ai eu só conhecia mesmo o We Are Scientists… rs.

Minha preferida: The Submarines – Xavia. Simplesmente simpatizo com essa música e o vocal dobrado masculino/feminino.

500DaysOfSummer3. (500) Days of Summer

Ok, esse definitivamente é um filme que eu to na über-expectativa de assistir, e pode ser que isso me frustre, e eu passe a odiar tudo relacionado ao mesmo, mas eu acho muuuito difícil, porque as críticas estão incríveis e o filme traz Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levitt como o casal imperfeito do filme. Por ele eu virava hétero, por ela, eu virava pagodeira, rs. Falando no que interessa, a trilha, é fantástica, com alguns nomes mais conhecidos como Feist e Regina Spektor, e outros mais obscuros. Só de ficar ouvindo já consigo me imaginar entrando no clima do filme. E ainda  começa com uma narração da “história”, faixa que eu sempre pulo porque não quero spoilers ainda! Vale a pena baixar e já ir se preparando pra encarar o filme e ainda saber cantar todas as músicas que tocam ao fundo. Ah, detalhe importante, tem música do She & Him no finalzinho, provavelmente vai tocar nos créditos! Pra quem não sabe do que se trata é a banda da Zooey Deschanel com o M.D. Ward. Uma delícia de indie folk.

Artistas: Smiths, Doves, Simon and Garkunkel, Wolfmother, entre outros.

Minha preferida: The Temper Trap – Sweet Disposition (se não me engano ela toca no trailer no filme. Sei que é simplesmente contagiante. Vai bem com minha expectativa em relação ao filme).

**

Quem lembra de mais trilhas indies recomendáveis? Deixe sua sugestão!

3 respostas a Crítica – Trilhas Indies

  1. ftostes diz:

    Só em pensar que semana que vem assistirei (500) Days of summer e você não jpa me contagia! hauhauhauhauah

    E eu gosto da trilha de Juno, acho mega fofinha. As outras não baixei ainda. I’ll do it as soon as I get home.

  2. Juzinha diz:

    Acho a trilha de Garden State foda!

  3. Eu tb amo essa trilha. A versão de Such Great Heights do Iron & Wine é perfeita! =D

    Bem lembrado…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: