Top 5 – Viagens incríveis (homenagem ao Wicked Fil)

Sim, minha primeira quarta-feira oficialmente flying solo. Mas acredito que hoje o Step Twin começa a dar o ar de sua graça aqui no blog. E quero só ver se ele não vai humilhar meu top 5 com escolhas obscuras ou originais demais, porque devo admitir que as minhas escolhas aqui são bem conhecidas e simples. Em parte porque eu tenho que postar relativamente rápido e ir levar meu irmãozinho no aeroporto, e por outro lado eu quis fazer escolhas divertidas, viagens com um final positivo. Na Natureza Selvagem (Into The Wild, 2007) estaria seguramente na minha lista, não fosse o resultado final… E ai eu ia ouvir o Fil falando que eu tava zicando a viagem dele, só porque ele não vai me levar na bagagem, rs.

Sem mais enrolação, ai vai o Top 5 “Viagens incríveis (e basicamente fofas)”!

5. Albergue Espanhol (L’auberge espagnole, 2002)

auberge_espagnol_02

Claro que esse filme ia entrar! Tem filme mais óbvio de viagem aloprada e divertida? Não tem como assistir a esse filme e não querer arrumar as malas e sair correndo pra viver numa república de gringos. E ainda encontrar o futuro amor, rs (quem viu a continuação – fraquinha – Bonecas Russas, vai entender).  Eu adoro o clima desse filme, que foi um sucesso de crítica e virou queridinho dos festivais internacionais. Além de encher a Cecile De France de prêmios, ao interpretar uma das melhores lésbicas do cinema. Simplesmente adoro a cena em que ela ensina ao Xavier como conquistar uma mulher… E prestem atenção que aqui temos a primeira aparição do Romain Duris nesse meu top top. O cara é bom, e vai ser o único a fazer reprise e subir de colocação pro aqui.

4. Hora de Voltar (Garden State, 2004)

Garden State

Um clássico no cinema indie moderno. Um dos pioneiros em diversos aspectos, incluindo a questão da trilha sonora, bem lembrado pela Juzinha no post sobre trilhas indies. A história do ator de cinema que retorna a sua cidade natal para o enterro da mãe é uma viagem e tanto. Desde Natalie Portman com headphones ao meu querido Peter Saarsgard em seu primeiro papel rebelde, mas bonzinho. Só assim pra ele curar a imagem que tinha deixado depois de Meninos Não Choram (Boys Don’t Cry, 1999). Dirigido e estrelado por Zack Braff, o filme é simples porém encantador. Não tem como não terminar o filme com um sorriso de “gostei!”. Quase subiu ao pódio…

3. O Estrangeiro Louco (Gadjo Dilo, 1997)

gadjo-dilo-1997-05-g

E mais uma vez Romain Duris sobe ao pódio do Top 5, conquistando a medalha de bronze! Ia ser prata, mas troquei aqui de última hora porque preciso rever esse filme e me apaixonar outra vez, rs. A direção aqui fica por conta do Francês/Algeriano Tony Gatlif, que também roteirizou o filme. Já mencionei o Gatlif no meu último top 5 ao falar do filme Transylvania. Por falar nisso, Transylvania também não entrou aqui porque tem um tom mais sério, mais deprê as vezes, e resolvi manter o top light, cheio de pôneis e arco-íris, pro Fil ficar contente e animado com a minha seleção. Mas voltando ao filme, o protagonista Stéphane, tal estrangeiro louco, vai para a Romania em busca da cantora Nora Luca. Tudo isso porque seu pai, antes de morrer, gravou a música da mesma numa fita cassete, e a transformou em sua trilha sonora pessoal, que ouviu até sua morte. Quem não viu, pode catar por ai que tem, e vale a pena!

2. Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine, 2006)

little miss sunshine

Na última hora ele pulou do terceiro pro segundo lugar. Não tem como, eu simplesmente amo esse filme! Lembro que vi no Festival do Rio, acompanhada dos dois twins, se não me engano, e foi divertidíssimo. Uma família mais excêntrica que os Tenenbaums, viajando numa Kombi amarela que só pega no tranco, tentando chegar num concurso de beleza infantil (surreal!) é simplesmente um roteiro brilhante! E o filme quase não conseguiu se lançar porque não tinha dinheiro. Imagina? E se não fosse Miss Sunshine, muito provavelmente não teríamos Juno no spotlight do ano seguinte, no Oscar. Ainda estou aguardando uma dessas comédias levar a merecida estatueta. Pra mim Pequena Miss Sunshine é muito superior que Os Infiltrados (The Departed, 2006), de Martin Scorcese. Anyway, medalha de prata pra menininha barriguda que sabe dançar como uma verdadeira stripper!

1. Quase Famosos (Almost Famous, 2000)

Almost_Famous_418

“One day, you’ll be cool” (Eu ia traduzir, mas fica tão tosco dizer “Um dia, você vai ser foda”, ou o equivalente). Essa frase resume a trajetória do garoto apaixonado por rock n roll, que cai na estrada como jornalista e acompanha a banda Still Water em sua turbulenta ascenção.Incrivel como o Cameron Crowe consegue fazer um filme como esse e depois lançar aquela m* de Elizabethtown… Talvez seja porque a história de Quase Famosos se baseia na própria experiência do diretor, que em sua juventude acompanhou “ninguém” menos que Led Zeppelin. Esse filme é um dos meus “queridinhos pessoais”, eu sou simplesmente apaixonada pelo elenco e sua perfomance nesse filme (até mesmo a Kate Hudson está perfeita), além de cenas visualmente incríveis, a exemplo do segmento em que as band-aids decidem tirar a virgindade do jovem William. Adouro! Medalha de ouro pra ele…

…e boa viagem, Fil!

6 respostas a Top 5 – Viagens incríveis (homenagem ao Wicked Fil)

  1. ftostes diz:

    How gorgeous is that top 5??? Tirando o Gadjo, que eu sem pro Who the fuck is that, eu adoro todos os filmes. e Quase Famosos eu vi nos EUA, quando tava fazendo intercambio, e Miss Sunhine eu comprei na última viagem pra califórnia, então tá super temático mesmo.

    Ai, divirtam-se aqui sem mim. vou tentar entrar de vez em quando, dar uma comentada, deixar uma noticiazinha… snif. I hate goodbyes!

  2. Julie diz:

    Tirando o “Estrangeiro Louco” (que eu não conhecia) e o “Albergue Espanhol” (que eu estou pra ver até agora) vi e adorei todos os outros! “Quase Famosos” também é meu xodózinho, do tipo vi e amei! Mas “Pequena Miss Sunshine” é tuuudo de bom! Só de comentar já me vem um sorrisinho!

    Amigos Felips, Bon voyage!!!!🙂

    beijos =***

  3. Rodrigo diz:

    Neeeem curto Garden State, precisava falar hehehe😛

  4. Marcela diz:

    APROVEITA MUITÃO FIL!!!!!!!!!

  5. Zuzu diz:

    5- Albergue Espanhol é legal, pena que a continuação, Bonecas Russas, ficou tão mediano. Ai pergunto, pra quê fazer uma sequência?!

    4- Garden State é um lixo e o Zach Braff merece um soco na cara.

    3- Não assisti, poxa.

    2- S2

    1- S2

  6. steptwin diz:

    eeee alguem tb odeia Garden state q nem eu!😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: