Crítica – Uma bebida e um amor sem gelo, por favor

livro_liliane prataA maneira como esse livro apareceu na minha vida foi um tanto quanto bizarra, e mesmo assim eu esqueci ele no armário depois que comprei num impulso pós-bizarrices da vida. Foi preciso ir a Bienal esse ano, comprar outros quatro livros para encontrá-lo no armário e colocá-lo em prioridade na listinha de leitura. E foi no mínimo divertido, tenho que admitir. Também me lembrou horrores do Wicked Fil, mas vamos por parte.

Sempre bom começar com uma sinopse, já que é um livro desconhecido: Marina é uma publicitária de 24 anos, totalmente encalhada, em suas próprias palavras, e que nunca teve um namoro duradouro. (Tá, nesse momento o Fil deve estar lendo isso e fazendo cara feia pra mim, mas calma….rs) Depois de muita resistência, ela acaba aceitando tentar uma sala de bate papo na internet, e é ai que conhece o Rafa, que na verdade é a Rafa… Rafaela. E ai, rola ou não rola?

O legal do livro é o humor, e é aqui que entra o Fil. As “racionalizações” da Marina são muito no humor do meu wicked bro, e essa é a melhor parte do livro, que no fim das contas não é nada profundo, mas diverte. Eu fiquei um pouco incomodada pela tentativa da autora Liliane Prata de fugir tanto da estereotipagem, que fez duas mulherzinhas muito feminininhas-inhas-inhas, pro meu gosto. Tudo bem a Marina ser aquela ligada em roupas, dietas, e outras futilidades do gênero, mas a Rafaela também é outra chata com esse tipo de coisa. As duas parecem ser duas piriguetes, o que me deixou um pouco desanimada. Querendo fugir de um lugar comum, foi pra outro, e isso eu não gostei muito. Não to dizendo que a Rafaela tinha que ser butch, saber mexer no motor do carro, e usar roupas largas, não é isso, mas sei lá. Pra mim ficou piriguete demais.

Recomendo pra lés, gays e héteros! É estilo Bridget Jones… Então quem não gosta desse tipo de livro, digo pra passar longe!

2 respostas a Crítica – Uma bebida e um amor sem gelo, por favor

  1. ftostes diz:

    “publicitária de 24 anos, totalmente encalhada, em suas próprias palavras, e que nunca teve um namoro duradouro.” So in luv with you right now… ¬¬

  2. Hahahahah, foi o que falei. Calma… o que me lembra mais é a maneira como ela racionaliza as coisas, rsrsrs

    I luuuuv u

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: