Update Festival do Rio

Fiquei com invejinha dos Wicked Bros e resolvi postar também um update do que tenho visto nesses dias de Festival. E todos começam iguais porque somos uma família unida e vamos juntos ao cinema.

Viajo porque preciso, volto porque te amo

viajo

Talvez eu tenha sido a pessoa que mais gostou do filme, entre nós. Confesso que é um filme um tanto monótono, mas é um filme sobre o vazio, sobre a solidão, sobre a ausência, sobre a falta… E apesar dos protestos, eu gostaria de rever o filme, num momento mais desacelerado, mais introspectivo. Não funciona tão bem com Premiere Brasil, fila pra entrar, fila pro banheiro, Wicked Sis quase batendo na Maria Padilha pra garantir nossos lugares, Santoro tentando furar a fila… Mas toda a parte técnica é impecável. E tem uma idéia bem bacana. Concordo com tudo que minha Wicked Family falou, mas gostei um pouco mais que eles.

nota: 7,0

A Fúria

outrage_email_top2

Meu primeiro filme gay do Festival (normalmente vejo uns 5). Todo ano tem um documentário na Mostra Gay, alguns ruins (Here is looking at you, boy), outros muitos bons (Assim diz a Bíblia). Esse fica no meio termo. É bom, mas falta algo. As denúncias são interessantes, e é fácil de entender que aqueles políticos hipócritas são enrustidos e por isso “traidores” ao votar contra os direitos homossexuais. Típico caso do muleque que ajuda a bater na biba da escola pra que os outros não percebam que ele também é. Mas a verdade é que pra muitos dos casos abordados faltam provas. Dizer que conhece 5 ou 6 homens que transaram com tal senador escroto é uma coisa, provar é outra. Mas ainda assim é uma denúncia válida, tem seus momentos chocantes e consegue gerar uma indignação no público, o que provavelmente é o seu objetivo. Vale a pena!

nota: 7,5

For me and my Gal

megal

E daí que eu vi esse filme em DVD, e não no festival? Nem ligo. Infelizmente sou uma pessoa trabalhadora e não tive tempo de zanzar pelos cinemas no fim de semana. Deixei isso pra minha Wicked Family de desocupados. Mas esse filme é lindo. Mais uma parceria Judy Garland e Gene Kelly (este talvez tenha sido seu melhor parceiro). Garland nunca esteve tão magra na vida, os problemas das filmagens não transparecem de forma alguma. Você nem diz que ela estava drogada, deprimida, em direção ao fundo do poço em poucos anos. A música que também é título do filme just lovely, uma das mais famosas de Garland, e mostra um dos pontos fortes de sua carreira, que são os duetos levemente cômicos. Ela dança bem também, o que não é pouco, quando seu parceiro é Gene Kelly. O roteiro é que é meio básicão. A cena onde Kelly se descobre apaixonado por Garland realmente me fez pensar se alguém passou mais do que 30 minutos escrevendo a história. Ainda assim, só pela dupla principal já é imperdível.

Nota: 8,0

2 respostas a Update Festival do Rio

  1. HAuhauahuahuahuhauha, adorei o terceiro filme! E como assim os outros Wickeds são desocupados? Na-na-ni-na-naum! Somos trabalhadores! Que culpa temos se você é escravo? rsrs Tadinho do meu amorzinho…

    E quero mais filmes da Wicked family junta!!!!

  2. Ana diz:

    Que lindo ver os 3 Wicked juntos!

    Repararam que ate´ agora so´ vcs frequentaram o Festival?

    Pra mim, so´ semana que vem, mas estou de olho nas boas indicaçoes de vcs.

    Deixei o comentario aqui so´ pra dizer que amoooo o Gene Kelly! A Judy me enche um pouco, mas o Gene e´ tudo de bom!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: