Por onde anda… Mary Stuart Masterson?

mastersonSeguindo a idéia da nossa leitora assídua, e futura vencedora de um Game Night, Mrs Fukin’ Fúrias, decidi fazer o quadro “Por onde anda?” porque realmente tem gente que aparece com tudo no mercado audiovisual e depois some sem deixar rastros. Ou isso é o que você pensa, pois a Wicked Sis aqui vai se propor a investigar (leia-se: googlar) por onde andam certas figurinhas que em algum momento fizeram a diferença. E como primeira participante do quadro escolhi uma atriz que eu adorava, e que fez um dos filmes que mais me coloca na parede quanto: refilmar ou não refilmar, eis a questão?

Some Kind of Wonderful

Some Kind of Wonderful

Estou falando de Mary Stuart Masterson e do filme Tomates Verdes Fritos, que eu amo, mas me irrita profundamente eles terem colocado as duas de volta no armário. Sim, porque naquele filme elas eram um casal! E não, eu não estou inventando isso ou tendo um momento de wishful thinking. O filme é uma adaptação do livro homônimo da Fannie Flagg, e nele as duas são explicitamente lés. O mais incrível: o filme é melhor que o livro! Acredita? Acho que fiquei um pouco decepcionada porque o livro não centra tanto nelas quanto o filme.

the-cake-eaters

The Cake Eaters

Mas voltando a atriz em questão, Mary Stuart fez muita coisa no passado: My Little Girl (1986), Some Kind of Wonderful (1987, do John Hughes), Chances Are (1989), Quatro Mulheres e um Destino (1994), entre muitos outros. Depois ela virou algo mais low profile e fez participação especial na série Law and Order como a Dra. Rebecca Hendrix. Sim, é pouco, mas no ano de 2007 ela também produziu e dirigiu o filme The Cake Eaters, com a atriz Kristen Stewart (nossa amada Bella Swan). E o filme é bonitinho, caso alguém tenha curiosidade de assistir. Foi inclusive selecionado para participar do Festival de Sundance.

Bom, tenho que voltar ao batente aqui, mas fica então nosso primeiro quadro de “Por onde anda…”. E nesse caso Mary Stuart Masterson deu um suspiro de vida em 2007 mas agora só em episódios de séries pilotos mal sucedidos, como Cupid…

Até a próxima!

9 respostas a Por onde anda… Mary Stuart Masterson?

  1. ftostes diz:

    Eu achei que já tivesse visto Cake Eaters, mas vi foi Layer Cake. =P

    Tomates verdes e fritos é ótimo. Deve ser que nem o Cor Púrpura, tiram as lésbicas, mas ainda é bom… Tenho curiosidade de ler. Mas vou tentar ver o Tipping the Velver ainda esse ano, senão vc me mata… rsrs

  2. Ana diz:

    Fil, quando ela te cobrar o Velvet, cobra dela o Vento Levou!

    Caraca, Mary Stuart Masterson, quanto tempo! Engraçado que a Mary Louise Parker continua na area apesar daquela eterna expressao de drogada – se bem que agora esta´ no trabalho certo, ne´…

    Coincidencia ou nao, outro dia estava pensando exatamente nos meus “pedidos” e lembrei dela, nao por ser a primeira, mas por conta do filme que fez com a primeira: Madeleine Stowe, que durante algum tempo ficou conhecida aqui em casa como a “mulher mais gostosa de Hollywood”, por conta da quantidade de filmes em que ela era o pivo de alguma trama desencadeada por um cara apaixonado por ela – caso de Quatro Mulheres. Foi outra que apareceu com tudo e de repente, sumiu. Puffff…

    Valeu, Rafinha, adorei!

  3. Hahaahaa, engraçado que a Madeleine Stowe foi QUASE a pessoa que eu usei pra falar que sumiu… mas na verdade ela tá agora de diretora e vai ter um elenco maneirinho no filme, depois eu faço um pra ela de “onde anda…” =)

    E a Mary Louise Parker é tuuuudo de bom. E anda bombando! Não só com Weeds, mas participou de diversos filmes. E antes de Weeds bombou em premiações com o maravilhoso Angels in America.

    Só falta a agora a Mary Stuart voltar “a vida”… pq ela era tããão simpática. rs Ainda mais fazendo par com a Mary Louise ou com a Madeleine…rs

  4. Fúria diz:

    Eu adoro a Mary Lousie Parker, só realmente não aguento aquela espressão de drogada que só é substituída por uma expressão de espanto típica de quem não estava ali antes. Engraçado eu gostar tanto dela e achar ela tão assim, mas pior é que é verdade.

    Acho que Angels in America foi o trabalho dela em que a vi mais diferente, mais “interpretando”, mesmo, apesar de ser um personagem com tudo pra ela fazer igualzinho a tantos outros, sofrida, chorona, enfim. Sou fã da moça, não posso negar.

  5. ro.of diz:

    adoooooooro tomates verdes fritos!!
    já assiti tantas vezes…

    e “cara de drogada” foi ótimo!! rsss
    mas é adooooorável

    eu fritava uns tomates pra ela…com certeza!! rsss

  6. ro.of diz:

    ops esqueci
    gostei do “por onde anda” viu rafinha

    ótima idéia
    bjos

  7. Tnelson diz:

    I usually don’t post on Blogs but ya forced me to, great info.. excellent! … I’ll add a backlink and bookmark your site.

  8. alexandre diz:

    soube que ela teve o primeiro filho em outubro de 2009. Tambem adoro a mary, já assisti tomates umas 10 vezes. Gosto dela em Benny joon, 4 mulheres, alguem muito especial, caminhos violentos…

  9. pedro diz:

    tenho faNTASIAS com a mari stuart ela aquilo que se chama de tchan

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: