Top 5 – CDs que mudaram minha adolescência

Sim, esse é um post muito pessoal, mas sinceramente, acho que todos são. O top varia e não importa eu te dizer o que eu acho que é bom, melhor ou mais foda, você pode discordar loucamente e ainda dizer que os meus são ruins (AS IF!). Mas esse top é bem nolstálgico, e sim, eu tenho um carinho particular por ele, porque a minha adolescência foi certamente marcada por muita música. Uma salada de gêneros, estilos, e artistas. É nossa fase mais bipolar, musicalmente falando eu acho, tentando encontrar um estilo que seja nosso. Eu passei de menina do pop ao rock e depois ao metal, e hoje em dia quase não ouço a verdadeira porradaria, prefiro coisas mais sutis, por falta de uma expressão melhor. Mas vamos ao top, que de resto é tudo ME ME ME.

shakira piez5. Shakira – Piez Descalzos (1995)

Exato amiguinhos. Temos que compreender e assumir agora mesmo que esse top também é um pouco como “sair do armário” pros mais íntimos, e pra todos os fulanos que por algum motivo esbarraram por esse blog. Ha muito tempo, quando as cantoras ainda não eram abertamente piranhas e rebolativas, existiu uma hermana que fez muito sucesso no Brasil, o nome dela: Shakira. Sério, esse cd foi meu primeiro “vício” (não contando a infância, com Xuxa, Cavaleiros do Zodíaco, etc). Foi o primeiro contato com algo mais maduro e sexualizado, embora nem chegue perto do rebola-bola do entretenimento atual. Adorava a dançante Estoy Aqui, a romântica (let’s face it, brega) Donde estas corazón, e a mais famosa e clássica Piez Descalzos, Sueños Blancos.

Mariah - Daydream4. Mariah Carey – Daydream (1998)

Outra que agora carrega a coroa de “Vadia Hitz” mas que um dia foi uma “boa menina” que cantava (de verdade) e era brega, mas who cares? Eu também era! E marcou muito minhas férias de verão, pegando sol na piscina de Terê… Sim, um dia minha pele teve uma corzinha. Antes de eu virar a fantasminha camarada que meus amigos agora conhecem, rs. Nessa época ficava eu e minha irmã cantando como duas gralhas entre mergulhadas bomba, enquanto as cachorrinhas ficavam frenéticas latindo em volta da piscina… Sério, saudades. E o K7 (exato!) era todo bom. Começava com Fantasy, seguia de Underneath the Stars, passando por Open Arms, Always be my baby e por ai vai. O bom do K7 é que você ouvia o álbum inteiro, de cabo a rabo, e descobria músicas maravilhosas que a rádio nunca iria tocar…

buffysoundtrack3. Trilha de Buffy – A Caça Vampiros Vol. I (1999)

Muitas trilhas marcaram minha adolescência, e aqui fiquei em dúvida entre as trilhas de Now and Then, I Know What You Did Last Summer e Buffy. Mas não era uma luta de verdade, pois Buffy venceu fácil. Eu realmente ouvi o cd (aqui foi cd mesmo) até o coitado furar. Ele foi trilha da minha fase “segunda temporada de Buffy” que inclusive venceu meu Top 5 dos season finales, então vocês podem ter uma noção de como foi importante pra mim. E como esquecer do tema de Buffy e Angel, ou de Wild Horses, cover que o The Sundays fez desse clássico dos Rolling Stones. E Lucky! Ai ai, muita coisa boa numa só trilha. Marcou demais pra mim. Sério, que vontade louca de ouvir. Caiu até uma lágrima (…not! mas soou mais bonitinho assim non? rs).

Use_your_illusion_2_a2. Guns n’ Roses – Use Your Illusion II (1991)

Já digo de cara que nem é o melhor cd do Guns. É bom, mas eu prefiro o próprio Use Your Illusion I e, claro, o Appetite For Destruction. Mas esse foi o PRIMEIRO álbum de rock que eu comprei na minha vida. E foi ai que eu mudei pra sempre. Existe o antes e o depois do UYI II. Depois disso eu comecei a ouvir um rockzinho light comercial a la Silverchair, Nirvana, Foo Fighters, e depois comecei a ouvir Metallica, Megadeath, Sepultura, e ainda depois Dream Theater, Angra, Nightwish… E foi depois de ouvir e ver o Slash tocando que eu quis começar a tocar guitarra. Era pra ser ouro não é? Seria se eu não fosse uma roqueira tão “frouxa” nos últimos tempos. Se você entrar no meu last.fm/user/babyjune você vai ver. Agora eu sou uma menina meio indie (isso foi culpa da faculdade) e meio light. Mas nunca vou esquecer esse cd e o que ele trouxe pra mim. Só perdeu porque o número 1… bem, é o número 1.

spice-girls1. Spice Girls – Spice (1997)

Nada, mas nada marcou mais a minha adolescência que esse cd. Eu gastei fortunas com essas mulheres (e depois quando vendi tive que rachar 50/50 com a minha irmã, que me ajudou um dia na barraquinha. Sim, eu ainda tenho traumas!) e no fundo, não me arrependo não. Eu dancei demais com Spice, e ainda danço quando vou numa dessas noitadas malucas que gostam de reviver os anos 90. Wannabe, Say You’ll be There, 2 Become 1, Mama, e Who do you think you are, que ainda me faz bater pézinho, e se bobear ainda levanto da cadeira e danço a coreografia todinha, que obviamente eu esqueci mas o corpo ainda lembra, são alguns exemplos de como esse cd bombou. Eu já me travesti de Baby Spice com minha irmã e primas e dançamos em frente a uma filmadora… Espero que essa fita tenha sido devidamente destruida, porque nada me incrimina mais (mentira!). Spice foi um marco mesmo. Acho que não só na minha, mas de muitas das minhas amigas, amigos-bibas, amigos-não-bibas, etc…

Relembrar é viver. E agora vamos esquecer tudo que eu disse… Olhe pra essa luzinha vermelha… PZIIIUUUUMMM

4 respostas a Top 5 – CDs que mudaram minha adolescência

  1. ro.of diz:

    quem diria hein??! rss
    é nada! quem nunca gostou de algo assim
    que atire o primeiro vinil!! rs

    Uiiiii

    ahh e um dia vou querer ver a coerografiazinha que a mente esqueceu mas o corpo ainda lembra…
    ..e batendo os pézinhos!
    rssss

  2. Caio diz:

    Spice realmente marcou muito, lembro que sempre tocava em festinhas de colégio. Me amarrei no “Vadia Hitz” para Mariah. Kkk! Na verdade tenho um pouco de trauma do cd da Mariah pois lembra um ex-relacionamento que deve ser esquecido. Enfim, top bom. Quero ver o próximo!

  3. Marcela diz:

    Amei esse top, ouvi praticamente todos juntos com vc rafitz hehehehe, principalmente spice!

  4. ftostes diz:

    World gone crazy, né? No seu top tem Mariah, Shakira e nada no meu… Mas me deu vontade de ser uma formiguinha e ter vivido essas coisas com vc… tão triste que entramos tão tarde um na vida do outro (tão tarde? hehehe, o exagerado!). Mas espero daqui a 5 anos poder fazer um top 5 de músicas que marcaram meus 20 anos e ter vários momentos you and me…
    Love number 1, 4 and 5… mas tirando o 5, os outros me marcaram depois… vai entender. o 5 me marcou mt nos eua… a musica nº2 desse cd era a favorita da Lori… lembrava o grande amor da vida dela… lindo, né?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: