Top 5 – Filmes pra chorar

Depois de dois dias sem postar, devido ao ritmo absurdamente louco de trabalho, resolvi “perder” meu precioso tempo caseiro, onde poderia estar ganhando medalhas de ouro no Burnout 3 (no meu tempo livre, eu continuo nerd), resolvi sentar a bunda e escrever um dos vinte tops que eu e Fil tínhamos pensado em fazer na quarta. Devido a esse atraso, o Game Night fica pra amanhã.

Quanto ao tema de hoje, vou falar de 5 filmes que me fizeram chorar. Na verdade eu sou muito chorona quando se trata da sétima arte. Não é difícil me fazer chorar em filmes não. Tudo o que eu preciso é da música e iluminação correta e lá vou eu… rs. Tanto que esses cinco filmes vão mais representar grupos de filmes que me fizeram chorar do que eles somente. São teminhas: morte, doença, frases de efeito etc etc.

5. Coração Valente (Braveheart, 1995)

braveheart

“They can take our lives, but then can never take away… OUR FREEDOM!”. Então, antes do Mel Gibson se revelar um babaca, ele era um bom ator, e descobriu-se também um excelente diretor (coisa que ele é até hoje, apesar de babaca). Seu primeiro longa na direção foi Coração Valente, e eu me lembro até hoje quando vi esse filme pela primeira vez. Eu acho que comecei a chorar com 15 minutos de filme e não parei mais até o final. A maneira como ele perde a mulher no comecinho (e eu crente que eles eram o casalsinho que ficaria junto no final), a luta, a esperança, e toda a mela-cueca do final com ele sendo torturado e gritando FREEDOM. É, me debulhei em lágrimas. Merece ser mencionado.

4. Os Segredos de Brokeback Mountain (Brokeback Mountain, 2005)

Brokeback-Mountain

Esse filme entra como representante dos filmes que mostram a intolerância. Chorei em Brokeback tanto quanto em Milk, ou Meninos Não Choram, ou Filadélfia (e esse ainda entra com doença fatal, outra categoria que vem por ai). Mas escolhi o BB pra representar esse filão porque a cena do Heath com a camiseta é uma das cenas mais doces que o cinema já presenciou. É de uma delicadeza impressionante, e eu chorei muito, principalmente porque o cinema havia se calado. Durante o começo do filme, que eu assisti junto ao Wicked Fil, numa sala lotada de Cinemark (que inclusive financiou a Proposition 8), muita gente dava risinho, fazia comentário sem graça, se mexia nas cadeiras… mas o amor dos dois caubóis calou a platéia. Chocou, mas mais do que isso, comoveu. E por isso entra como o representante dos filmes “minorias”.

3. A Cura (The Cure, 1995)

the-cure2

Segundo filme do falecido child-star Brad Renfro, A Cura entra como representante dos filmes de doentes. Exato, porque nada me faz chorar mais facilmente que uma doença incurável ou fatal. E aqui vão alguns títulos para ilustrar: Filadélfia (Tom Hanks, HIV), A Mother’s Prayer (Linda Hamilton, HIV), Minha Vida (Michael Keaton, Câncer), O Mundo de Andy (Jim Carrey como Andy Kauffman, Câncer), e por ai vai. Porque escolhi a Cura? Simples, nada mais triste que um garotinho ruivinho fofo que tem AIDS. E pior, uma cena para espantar uns bandidos que querem fazer mal a ele e seu amigo revoltadinho, mas saudável, ele corta sua mão e diz que é tóxico. Buáááááaá! I knooooow! Claro que no final ele morre, e o amigo revoltadinho, agora não tão revoltadinho, rouba os sapatos do falecido e coloca na água do rio. Parei por aqui… não precisa ouvir mais, eu sei.

2. Em busca do Vale Encantado (The Land Before Time, 1988)

LandBeforeTimePlatvoetmetmoeder

Esse vai representar os desenhos animados que me fizeram chorar como um bebezinho. Desse mesmo clubinho dou destaque para: O Rei Leão, O cão e a raposa, Todos os cães merecem ao céu, e Wall-e. Mas escolhi o filme da medalha de prata porque foi um dos primeiro que vi. E que trauma foi pra mim a morte da mãe do Littlefoot. Muito antes do Simba perder seu papai Mufasa pro tio safado. E não só isso, tem a cena que ele vê a sombra e acha que é a mãe (triste DEMAIS), e também a que todos os amigos o abandonam porque acham que ele está mentindo ou indo pelo caminho errado. E também tinha a Saura (que virou meu apelido de infância) porque ela era muito orgulhosa pra admitir quando estava errada (rs). Lindo filme, linda trilha, animação inesquecível que depois virou uma franquia tosca, assim como a maioria dos bons desenhos dos anos 80/90 da Disney.

1. A Garota Ideal (Lars and the Real Girl, 2007)

lars-and-the-real-girl

Sério, eu baixei esse filme bem antes dele chegar aos cinemas aqui, e tinha que parar o filme de meia em meia hora pra ir lavar a cara. Chorei como nunca tinha chorado em filme antes. Obviamente foi o momento, afinal esse é o filme que representa a minha trilogia (chorei em todos: Lars, Hedwig e Sonhando Acordado), mas ainda assim: inesquecível. Por muito tempo fiquei com trauma, não queria reassistir por medo de chorar vergonhosamente na frente de algum conhecido…rs. Ryan Gosling ganhou meu respeito com esse filme. O sensível Lars, que sente a pele queimar quando alguém encosta nele… O mesmo Lars que faz boca-a-boca num ursinho de pelúcia que foi “enforcado”. E pra piorar, a cidade inteira é maravilhosa e acolhedora, e todos saem de seu caminho para ajudar o estranho jovem que se apaixonou por uma boneca de sex shop.

E por hoje é só pessoal! Amanhã tem Game Night.

5 respostas a Top 5 – Filmes pra chorar

  1. step twin diz:

    Braveheart? credo auahauhaua nunca nem consegui ver de tao chato!

    chorei mto mesmo foi em Ao Entardecer, q eh um filme horrivel, mas super me fez chorar hauahaua

    O Paciente Ingles tb contaria, e, fato, O cao e a raposa. Eu chorava MTO, mas MTO mesmo. Nao sei se ainda choraria (acho q sim hauahua)

  2. ftostes diz:

    Such a Cry Baby… Vejo valor em todos os filmes citados, mas daí a chorar??? its just a movie, you dummy!

    rsrs

  3. Marcela diz:

    só não vi a Garotal Ideal, mas acho q choro tb…

    chorei em todos os outros… e quem sou eu p falar… nesse quesito acho q levo ouro, ja consegui chorar em propaganda de doação de órgãos, em cavaleiros do zodiaco, em sailor moon, dirigindo sozinha e ouvindo musica, coisas assim…

    nossa, e como vc nao lembrou de dançando no escuro, assistimos juntas no seu quarto e eu chorei de soluçar, sabe aqueles choros q vc até fica sem respirar direito hahahahaha

    mas adouro, emoção pra valer! hahahahaha

    bjundas!

  4. Eu não chorei em Dançando no Escuro. rs Eu me preparei psicológicamente pra ele, e fiz piadinha durante o filme pra me manter distante…rs

    Tudo isso porque o Step Twin me colocou um medo da porra desse filme.

  5. jackie diz:

    a cura. nooooooooossa.. marcou minha infancia.. chorei mt… agora q eu me toquei q somos da msm geração ;p

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: