Crítica (pessoal) – Do Começo ao Fim

Então, depois de um tempo sem posts, vamos voltar com estilo wicked hi-hi. Tudo isso pra falar do filme que ficou bem badalado antes mesmo de estrear, “Do Começo ao Fim”, de Aluizio Abranches. Pra quem não sabe do que se trata (alow, volta pro mundo!) o filme foca na história de dois meninos, que são irmãos por parte de mãe, cresceram juntos, e se apaixonam. Hmmm, no mínimo intrigante, vai? A primeira impressão é: vamos chocar e usar dois preconceitos juntos, fazer uma mega polêmica! Mas nem é. Antes fosse. Antes o filme fosse qualquer coisa…

O negócio já começa mal, em termos de direção, com uma camera lenta breguíssima da Julia Lemmertz (que está bem no filme, na medida do possível que o roteiro permite, coitada) abraçando as crianças, seguido de fade + título. Ae você pensa: uma vezinha só, tranquilo. Foi brega, doeu os olhos, mas não vai repetir o filme inteiro. Cinco minutos depois: again! Eu, como editor, fiquei em dúvida se a boa alma que editou esse filme foi reprimido ou não tinha mais ideias. Porque  *PQP* tem uma quantidade inacreditável de fades no filme. Um saco…

Mas, antes fosse só isso de ruim mesmo. Que nada! O pior de tudo é o fato do diretor ter conseguido fazer um filme sobre um romance gay entre irmãos onde não existe conflito! Repito, não há conflito (e, meus amigos, o filme é longo…)! Como ele faz isso? Os protagonistas (dois atores bem qualquer coisa, mas, mais uma vez, o roteiro não ajuda. Mal dá pra julgar os moços) são um casal gay feliz, lindos, ricos, e tudo é perfeito. Os únicos conflitos que acontecem com eles aconteceriam na vida de qualquer pessoa e nem por isso dão um filme. “Oh, ele vai nadar na Rússia…” Really? Vai visitar ow, você é rico! E se ama tanto, espera ué. Como alguém preferiu esse pseudo conflito (que só entra em ação faltando uns 40 min pro filma acabar) ao invés de abordar mais o incesto, não sei.

Podemos concluir: o diretor queria mostrar que aquilo era um amor natural, tanto incesto como gay. Ok, lindo. Mas, sério, primeiro você apresenta a ideia, mostra porque a sociedade não acha normal (desculpa, a sociedade é , e não acha. Se você pegar o seu irmão, papai não vai dizer que já era mais que a hora de vocês morarem juntos. Sério, NOT!), e depois de expor o ponto que você não concorda, expõe o que concorda e o porque. Assim, but that’s just me talking… Até porque pra mim, se você faz um filme onde nada acontece, e tudo é lindo, então não tem filme.

Eu podia descrever várias cenas bregas e péssimas, ou falar mais de como o enquadramento é ruim, de como é rídicula a cena da transa deles (coreografada tirando a roupa) pós-funeral (ou era pra entender uma elipse ali?), a trilha pianinho muito irritante, ou o mais “vergonha alheia” do ano, que foi o sexo virtual… Enfim, tudo errado, nada funciona. Fica muito a impressão no fim de que a ideia era só colocar dois caras bonitos se pegando e filmar. Mas nem pegação tem direito no filme, não se iluda. E se o filme fosse pra isso, que merda hein? Era melhor fazer um pornô digno. Uma pena, um filme com um ótimo argumento que acabou sendo nada, onde esqueceram de fazer roteiro. E de chamar um diretor. Pelo menos um que fosse bom. Top Bottom 5 total.

"Tente assistir Do Começo ao Fim" (by nosso amigo Rafucko)

14 respostas a Crítica (pessoal) – Do Começo ao Fim

  1. bb-junho diz:

    Aeee, tava mais que na hora do Wicked Twin voltar a escrever no blog! =)
    E nem me fale, que decepção esse filme. Acho que acaba atrapalhando e gerando mais preconceito porque passam a associar filmes absurdamente ruins com homossexualidade e no caso do incesto, perversão. Tinha tudo pra ser ótimo, mas como o trailer já conta “todo o filme” e não perde em nada, vale mto mais ficar só com ele mesmo. rs

    Depois vamos fazer um top “5 piores do ano” e aproveito pra mencionar algumas pérolas que esse filme gerou pra minha vida, rs.

  2. Rafael diz:

    Outro dia li um artigo que dizia que “conservadores se levantaram no meio da sessão”, como se o filme não fosse ruim o suficiente pra fazer qualquer liberal se levantar no meio. O cara perdeu uma oportunidade e tanto de tratar o tema de uma forma que realmente tivesse algum efeito na sociedade. A Julia Lemertz (que, sortuda, morre no meio do filme) e os dois minutos de nudez que me desculpem, mas o filme é um belo lixo. I should’ve known, tinha Fábio Assunção…

  3. Ponto_i diz:

    eu ja fiz a minha critica pesoal la no galhofas, mas vou aproveitar pra reafirmar aqui a miha posição: o filme é uma merda, mas vale a pena ver pelas cenas de piroca e pelas boas risadas que vc pode dar.

  4. Marcela diz:

    concordo com TUDO!!!!!!!!
    um filme sem conflito não vale a pena ser filmado!
    se é pra ver cotidiano e blablabla, vou ao supermercado!
    e olha, q dependendo do supermercado e das pessoas capaz de ainda ter história melhor pra contar hahahahahaha

  5. Dennis de Paris diz:

    olha, eu provavelmente não vou ver esse filme nos próximos 2 anos, pq até chegar aqui… mas olha, vou dizer (juro que não é pra ser do contra) q eu gosto bem que não tem conflito e que tudo é bonito, talvez sejam até os filmes que eu mais gosto…

    eu sei que daí à realidade são outros 500, ainda mais se tratando da fofura e do talento de aluisio abrantes… mas olha, pra quem viu “um copo de cólera” desavisado na flor dos seus 16 anos e nunca mais conseguiu apagar da mente a imagem da carinha bela de julia lemmertz gozadinha por alexandre borges e 1 belissima foda encostada na grade de um galinheiro enqto ju gritava “magnífico! magnífico!”, tenho lá minhas dúvidas que este filme seja tão insuportável assim hein…

  6. steptwin diz:

    olha… se for pelo sexo, desiste, denis. not fucking good, at all hauahaua
    e sobre a falta de conflitos, sim, tem filmes q sao otimos. Mas nesse falta conflito ou qqr coisa. Nada acontece, nao tem filme…

  7. ftostes diz:

    Não é apenas ruim, é beyond vergonha alheia…

  8. Concordo com o Fil. Eu não tenho problema nenhum com filme onde não existe necessariamente um conflito.

    Mas nesse eu realmente fechava os olhos como num filme de terror. Vergonha alheia total.

    O ator moreno é Joey Tribianni Acting Class que não para com a risadinha enfadonha o filme inteiro, e o diálogo é realmente brega. Não desceu.

    Mas agora fiquei curiosíssima pra saber o que o Dennis diria depois de actually ver o filme🙂

  9. JUNIOR CWB diz:

    BROKEBACK MOUNTAIN = não há INCESTO….mas há conflitos, desejos,amor, esperança
    SHELTER = não há INCESTO….mas há conflitos, desejos,amor, esperança
    LATER DAYS = não há INCESTO….mas há conflitos, desejos,amor, esperança

    DO COMEÇO AO FIM : há incesto e 2 cara nús parecendo fazerem comerciais de creme de babear ou margarina, sei la, rsrrss

  10. ramon diz:

    alem de escrever muito bem, vc disse exatamente o q eu queria dizer desta DECEPÇÃO q foi “do começo ao fim”, acho q seria melhor fazer um file porno mesmo, se é pra mostrar 2 caras bonitos transando.

    PÉSSIMOOOOOOOOOOOOOO FILME…RIDÍCULO….

  11. “alÉm de escrever muito bem, vc disse exatamente o q eu queria dizer, desta [b]DECEPÇÃO[/b] q foi “Do Começo ao Fim”. acho q seria melhor fazer um filme pornô mesmo, se é pra mostrar 2 caras bonitos transando…” [2]

    é,
    vc escreve MUITO bem MESMO. já virei fã do blog,
    e acho até q foi até um pouco precipitado, porque só li esse post. vou ler mais alguns. kkkkk

    apesar dos pesares, com relação a “Do Começo ao Fim”,
    foi bom imaginar TODA AQUELA NATURALIDADE… …surreal. é surreal MESMO. seja a ser cômica. é SEMPRE bom ver dois caras TÃO gatos se pegando. algumas cenas deles juntos são até POÉTICAS, de tão sensuais, mas ao mesmo tempo tão… PURAS. para uma coisa que, venhamos e convenhamos, NÃO é pura DE JEITO NENHUM, nem p o liberal mais porra-louca do Mundo. AHRRRRG!!! ;PPP
    vcs falaram que “se fosse pra fazer um filme com dois caras bonitos se pegando, fizessem um filme pornô”, mas aí perderia o fator CHAVE para as cenas sensuais deles juntos: A NATURALIDADE.
    foi bem SÓ O QUE VALEU A PENA. ver os dois gatos se pegando lindamente. vê-los dançando tango nús foi MUITO, MUITO, MUITO “momento RAPARIGA” pra mim. gente, eu NÃO posso mais ver homem bonito. ainda mais DOIS homens LINDOS [i]SE PEGANDO[/i]! é essa minha vida amorosa adiada e adiada. tenho que sair dirigindo minha energia sexual por aí, fala sério…

    o filme tocou em alguns pontos que estavam frágeis em meu emocional naquele momento. por isso eu gostei,
    TAMBÉM. veria, e veria, e veria, e veria de novo, sem cansar. quero COMPRAR. mas não vale a pena pra MAIS NINGUÉM ver, mesmo. não tem a polêmica, não tem os conflitos, não tem… não tem… não tem NADA do potencial que o tema estava FADADO a oferecer.

    então é só.
    já tow começando a me enrolar e falar besteira.

    quero manter contato com quem escreveu esse post. ouviu, AUTOR?
    helderlucasmf@hotmail.com
    QUE BOSTA, não seguimos a mesma linha com relação a esse filme,
    mas achei alguns pontos de vista nossos bem em comum, bem perspicazes e mordazes.
    NUNCA é demais uma boa conversa com pessoas mordazes e perspicazes.

    • steptwin diz:

      poxa, obrigado pelos elogios! =)
      Leia mais coisas do blog, nos somos bem wicked hauahaua com certeza vc vai curtir
      qnt ao filme, bom, jah falei tudo q achava na critica ahauhaua entendo os seus pontos, mas acho q vc pode encontrar tudo isso num filme realmente bom, como Brokeback Mountain (sei q eh o exemplo mais obvio, mas eh q deu preguicinha de pensar agora hauahau).
      Eh triste, pq Do Comeco ao Fim tinha potencial de argumento. Enfim, fica pro proximo!
      bom, pra vc e pra todo mundo q quiser conversar, eh soh mandar email para wickedtwins@hotmail.com

  12. david diz:

    minha gente vam procurar oque faser! ja que vcs são tam bons entam fassam um melhor que esse! LESOS!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: