Top 5 – Atuações da década

O top que interessa: Les femmes! rs Sempre quis jogar isso de volta pro Fil, e acho que ele bem ia concordar que as mulheres dão um banho nos homens nessa categoria, até porque antes da gente dividir por gênero, o top dele tinha pelo menos 3 mulheres. Mas ok, eu amo o John Cameron Mitchell, que quase entra nessa categoria, assim como a Felicity Huffman entrou na menção especial do Fil. E olha que interessante, teremos duas francesas, uma inglesa,  uma americana e uma australiana nessa listinha que vem ai. E o bônus nacional, porque agora eu to no espírito “pra frente, Brasil” rs.

Vamos ao top das melhores atuações femininas da década então:

5. Julianne Moore  – As Horas (The Hours – e Far from heaven – 2002)


Se essa é a número 5 imagine as outras? Sério, só atuações de arrepiar, inesquecíveis. E nesse ano Julianne perder no Oscar pra nossa querida e esticada Nicole Kidman que mereceria estar nessa lista, não tivesse ela se tornado uma das atrizes mais inexpressivas do cinema atual, praticamente uma caricatura. Mas não vamos falar dela num momento da Julianne, que naquele ano fez dois trabalhos maravilhosos: As Horas e Longe do Paraíso. Eu escolhi dar o destaque pra sua performance no primeiro, como a dona de casa Laura Brown, porque pra deixar (A) Meryl Streep e a vencedora do Oscar do ano, Nicole Kidman, no chinelo, tem que ser alguém muito especial. E foi isso que Julianne fez. Top pra ela!

Prêmios: Indicada duas vezes ao Oscar no ano de 2002. Oscar roubado pela Nic, que havia sido roubada no ano anterior pela Halle Berry (se quiser se interar mais, leia aqui). O de coadjuvante foi roubado pela Catherine Zeta Jones em Chicago. Tomá lá naquele lugar né não?

4. Cate Blanchett – Não estou lá (I’m not there, 2007)


Eu me lembro muito bem o dia que fui ver o último filme de Todd Haynes no Festival do Rio, e como foi bom. O filme em si é maravilhoso, quase perfeito, não fosse o Richard Gere, e que atuações! E de todos aqueles homens, muitos deles maravilhosos (um deles o número 1 da lista do Fil), é de Cate Blanchet a melhor atuação do filme. Sensacional como essa mulher incorporou tudo que Dylan é ou gostaria de ser. Ela exulta uma tranquilidade e conforto no corpo daquele personagem que é a conquista de um tremendo desafio. Poderia ter ficado tosco, ridículo e pretensioso ter colocado uma mulher pra fazer um dos papeis de Bob Dylan. Mas era Todd Haynes no comando, e Cate Blanchett vestindo a pele de um mito. Poderia ter sido ouro, mas check it out o pódio.

Prêmios: Ganhou melhor atriz em Veneza, entre outros, mas o Oscar foi roubado pela Tilda Swinton em Michael Clayton (adoro a Tilda, mas MC não merecia NENHUMA indicação. Filminho mediano que só).

3. Kate Winslet – Eternal Sunshine of the Spotless Mind (2004)

Kate Winslet é possivelmente a atriz com o melhor currículo da década em questão. Acho que o pior filme dela nesses últimos anos foi o bobinho O amor não tira férias (2006) e ainda assim ela era a melhor coisa do filme, recebeu boas críticas e tornou assistível – na televisão – para cri-cris como eu. Mas pra mim a atuação mais marcante de Kate é minha querida Clementine, the Tangerine. Poucas personagens femininas foram tão anormalmente normais como essa. E Kate deu a ela a neurose, a insegurança, a feminilidade no tom certo para tornar Clementine o alter-ego de todas nós. O filme tem um lugar especial no meu coração de cinefila, me faz chorar todas as vezes que assisto basicamente, e reune tantas ou até mais quotes pra eternidade que As Horas.

Prêmios: Oscar roubado pela Hilary Swak por Menina de ouro. Quanto mais o tempo passa, mais overrated fica aquela atuação da Hilary. É muito boa, mas dois Oscars pra ela? Acho que não né? Go Kate, go! rs

2. Marion Cotillard – Piaf (2007)


Não só uma das maiores atuações da década, mas certamente uma das mais impressionantes ever. O Fil não acreditou quando disseram pra ele depois do filme que era a mesma atriz fazendo a Piaf na fase dos 20, dos 30 (aparentava uma de 50) e finalmente de 40 anos (aparentava uma senhora de 90 anos). Marion Cotillard brilhou como poucas e nessa desbancou todas as concorrentes, incluindo uma Julie Christie que já tava se levantando do assento na hora em que Forest Whitaker anunciava a melhor atuação feminina daquele ano. Mas ela mereceu, e depois desse filme se tornou fácil encontrar Marion por ai: dois filmes medianos vieram – Inimigos públicos e Nine – mas ela brilhou em ambos, especialmente como Luisa Contini no musical. E bom que Marion não abandonou as raízes e continua fazendo cinema francês, enquanto aproveita a onda de sucesso em Hollywood.

Prêmios: Oscar, Bafta, Globo de ouro e César de melhor atriz. Só dos que lembro de cabeça, mas teve muito mais prêmio.

E agora, será que você acerta quem ficou com a medalha de ouro? Esteve por aqui recentemente numa crítica de livro…

.

.

1. Isabelle Hupper –  A professora de piano (2001)


Quando o Fil ficou sabendo que meu primeiro lugar era uma francesa que não era a Marion ele ficou “Ai, lá vem essas suas obscuras que a gente nem sabe pronunciar o nome”, mas a verdade é que Isabelle Huppert é praticamente uma diva clássica, e são muitos os filmes e personagens ousados que poderiam ter disputado essa lista. Mas o motivo maior que me fez colocar ela no topo do pódio foi o fato de ter pensado nela quando vi o vídeo do New York Times. Quando vi cada ator dizendo a melhor atuação da década eu me perguntei quem escolheria, e foi Isabelle que surgiu instantaneamente na minha cabeça, então era mais do que merecido. Sua atuação como Erika Kohut foi de outro mundo, só de lembrar realmente sinto aquele friozinho na barriga. Eu gosto da ousadia da atriz, da maneira como ela se entrega e atinge níveis infinitamente superiores que outras atrizes conseguiriam com aquele mesmo papel. Minha divã da década passada. Medalha de ouro pra ela!

Prêmios: Melhor atriz no festival de Cannes. Oscar? Nem indicada foi (buuuuuuuuuuuu pra esses bundões!)

10 respostas a Top 5 – Atuações da década

  1. Dennis de Paris diz:

    faltou tilda swinton ein (em qq coisa!)

  2. Dennis de Paris diz:

    menina!! pulei esse paragrafo q lokura!!! kkkk

  3. carol patriarca diz:

    cadê o bônus?….eu tbm pulei algum parágrafo?
    rssss

  4. Não, eu esqueci mesmo! hahahaha
    Faço um adendo amanhã porque foi um parto pra postar hoje. rs
    😀

  5. ftostes diz:

    Ainda to esperando o adendo… hehehe

    E eu adoro todas que vc colocou, mas acho que mudaria o numero 1. Meu top TINHA que ter Meryl. Nessa decada, ela fez As Horas, Adaptação, Angels in America, Duvida, Julie e Julia, O Diabo Veste Prada, entre outros que eu gosto e vc nao muito, como A ultima noite, Desventuras em Serie, Prime, Mamma Mia. Isso só nessa década, e uma das décadas em que as atrizes começam a produzir menos, e a ter mais dificuldade em conseguir papeis. Meryl Rulez!

  6. Eu pensei na Meryl, e adoro ela, as atuações que vc mencionou são realmente sensacionais, mas não entram no meu top 5. No 10 certamente, mas no 5 não. Ainda mais pq só considerei cinema, e Angels in America é minisérie para tv…

  7. Antonio Jr diz:

    Rafinha, a lista tá impecável.

    Mas a Blanchett é australiana, nascida em Melbourne!🙂

  8. […] quase uma atriz fetiche da Wicked Sis, tem a segunda melhor atuação da década pra ela (veja mais aqui), e está cotadíssima pro meu “Por ela eu virava hetero 2010″ (veja o de 2009 aqui), […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: