Top 5 – Especial dia das mães

Depois de dois dias meio away do blog resolvi voltar com “força total” e postar um top 5. O Fil achou uma boa e veio com o tema da semana “Homenagem ao dia das mães”, que como todos os filhos-non-gratos sabem, é domingo agora. Como eu sou uma pessoa muito limitada, restringi o meu top a mães em cinema, enquanto o Fil ficou com o mães na telinha (séries, novelas -ew-, filmes pra tv, e sabe-se lá mais o que ele vai colocar por aqui). Mas quem se importa, it’s all about ME, ME, ME (interna da semana). rs

5. Maeve Quinlan como Rhonda (Ken Park, 2002)


Ok, eu vou fazer um post majoritariamente fofo, mas eu não seria eu se não desse um jeitinho de encaixar num top meu algo bem surrealmente perv e restricted. O que posso fazer? O dark side of the force é forte neste pequeno ser. E pra representar o meu lado twisted resolvi escolher a mãe que dá novo sentido ao xingamento “filha da puta”. Porque ela realmente é a mãe mais puta ever, ou certamente uma das. No filme Ken Park, Rhonda leva o namorado de sua filha pra cama on a daily basis. SURREAL, I know. Se ainda fosse amigo(a) da filha, mas namorado? Sick. Então fica com o quinto lugar pra prestigiar toda puta, que tem uma filha, e perpetua o “filha da putisse”!

obs: Detalhe muito importante. Marve interpretava a mãe religiosa/preconceituosa no seriado “South of Nowhere”, onde a personagem de sua filha se envolvia com uma amiga do colégio. Pena que a série era tão podre e não dava pra acompanhar, não importa o quão “queer starved” eu estava. rs

4. Glenn Close como Kala (Tarzan, 1999)


Nhooooo, por enquanto continuamos no reino animal. Passamos da piranha pra macaca. E não é uma macaca qualquer, é uma gorila (eu quase escrevi godzilla, rs), dublada por Glenn Close herself num filme da Disney. A personagem Kala é extremamente carismática, perde seu filhote logo no comecinho do filme, e acaba encontrando nosso protagonista ainda bebezinho, orfão, e decide cuidar dele como se fosse sua própria cria. A cena do encontro desses dois é uma das coisas mais fofas EVER. Eu nem sou muito fã desse filme não, tanto que nem passou perto do meu Top 5 – Filmes 2D da Disney, mas essa parte é de fazer seus olhos lacrimejarem e você fica só fazendo sons ridículos como “awwww”, “nhooo”, “gut gut” e outras coisas incompreensíveis do gênero. Realmente uma mãe exemplar essa, sempre ao lado do filhote, mesmo ele sendo esquisito se comparado a Rosie O’Donnel (rs). Sem contar que ela canta… e bem!

3. Joan Chenn como Ma (Livrando a cara, 2004)


Provavelmente meu filme lés preferido, ou um dos, eu simplesmente amo assistir Livrando a cara (Saving Face, no original). Eu tinha um preconceito f*dido com esse filme, mas num momento super queer starved por migaylhas, resolvi baixar e assistir. Ainda bem! Porque é um filme leve, fofo e divertido. E tem uma das minhas mães favoritas, interpretada pela maravilhosa Joan Chen, top de linha da China, subutilizada no cinema americano. No filme, Ma engravida depois dos 40 anos, viúva, e acaba sendo expulsa da comunidade chinesa que frequenta. O pai diz que ela só pode voltar pra casa quando tiver um marido para servir de pai ao filho bastardo, rs. É ai que ela decide se mudar com a filha Wil, médica, e closeted-lesbian, que começa a viver um romance com outra chinesinha da tribo. Claro que a mãe quer controlar a filha, seu bebê, e rolam umas situações muito hilárias. Adoro esse filme, minha sista ficou de me dar o Dvd original de aniversário atrasado. Finalmente!

2. Cher como Mrs. Flax (Minha mãe é uma sereia, 1990)


Clássico da sessão da tarde, o filme Minha mãe é uma sereia é uma espécie de Woody Allen com saias (li isso em algum lugar e achei adequado). No filme, Cher – A de vida eterna, vive Mrs Flax, mãe solteira que se muda com as duas filhotas (Winona Ryder – quando ela ainda era boa – e Christina Ricci) para uma cidadezinha do interior dos EUA na década de 60. O filme gira em torno da relação mãe/filha e é cheio dos clichés, mas adorável ao mesmo tempo. Acho que representa bem as mães que se enrolam, fazem besteira, perdem a cabeça com os filhos (porque os filhos também são fuedas, diga-se de passagem), mas que amam ele(a)s mesmo assim. O mais próximo da realidade deste top se você descartar a “mãe puta da filha” e a macaca, rs. E esse é o mais próximo do relembrar é viver. Não peguei nenhum filme das antigas ou porque não lembrei, ou porque entrava na categoria bizarrice e resolvi guardar pra um top futuro que pretendo fazer em breve (surpresinha).

E quem ficou com o ouro? Hehehe, who else?

1. Angelina Jolie como Olympias (Alexander, 2004)


Antes que comecem a atirar as pedras, já adianto: EU NÃO RESISTI! E não, eu ainda não vi Alexander. Então porque raios eu escolhi esse filme pra representar mommy Angie? Porque é o que ela faz a mãe gostosa, que é o que ela é. Em Changeling e A mighty heart, Angie não tá nos seus melhores dias, é algo mais pra “bad hair day”. Mas anyway, não tinha como fazer um top sobre mães e não pensar na mãe mais pop ever. A precursora das adoções mundiais. Fala sério, tem até comunidade de orkut do gênero “Angelina, me adota!” e “Pitt-Jolie, quero um ménage”, rs. Ela merece vai! Independente do filme, Angelina entra no top e tasca a medalha de ouro de mamãe exemplar, mesmo que ela esteja se insinuando pro próprio filho (Colin Ferrell) no filme em questão.

obs2: Não, sinto informar, mas não vai rolar bônus final com Faye Dunaway em Mommie Dearest (1981). Simplesmente porque eu nunca assisti o filme, nem muito menos o livro, porque tenho medo de manchar ainda mais a imagem (danificada) da Joan Crawford. Aquela psycho crazy bitch!😛

9 respostas a Top 5 – Especial dia das mães

  1. Marcela diz:

    só vc mesmo, minha wicked wicked sis, p conseguir fazer um top bizarro com um tema tão fofys.

    tarzan foi o q mais warmed my heart hehehehehehe

    e não acredito q vc deixou Stepmom ou Lado a Lado de lado hihihi, piada cretina.
    uma de minhas divas, Susan Sarandon, de fora!

    mas, ok, ok…

    deixa ver se lembro de mais…

    po! a mãe do Dumbo!!!!!!!!!
    tinha q tem uma menção honrosa p ela!
    ela nina o filhotinho acorrentada! nada mais dramatic!

    enfim, se lembrar de mais eu volto…

    hum… a do Bambi tb… mas nada barra a Dona Jumbo!

    • Ok, o seu top moms é só Disney… e Lado a Lado, que é fofo, mas nheh, nem entra aqui.

      E pra representar as mães disney elegi a Kala mesmo, porque aquele começo do filme é uma delícia. Ow neném mais fofo aquele tarzan fazendo bolhinha de baba. rsrs

  2. Su diz:

    AHH, faltou a Susan Sarandon em “Anywhere but here – Em qualquer outro lugar”. Esse filme é ótimo e tem a Natalie Portman numa atuação incrível também.

  3. Su diz:

    Lado a lado! Marcela lembrou muito bem! Tá faltando!

  4. Marcela diz:

    Rafaela, sua insensível!

    olha o Dumbo aqui:

  5. Dennis diz:

    gente alowwww qual é a do chakra preso com a susan sarandon??? taí 1 pessoa q nunca passaria na minha cabeça….

    agora vo dizer q o unico dos filmes do top q eu vi foi Ken Park kkkkk ossos do oficio =)

    agora 2 observações:

    1) gata, nao acredite nas pessoas em relaçao a mommie dearest. sim, o filme tem seus momentos bregas (q na verdade nem sao as cenas “famosas”) mas é 1 biopic interessante. não sei dizer se eu gostei ou não, mas é impactante, a faye (odeio ela) parece q tá possuída… e o filme é 1 gritaria só, parece almoço d familia italiana kkkkkkkk

    2) COMO ASSIM VOCE NAO BOTO A MAIOR MAE DO MUNDO SALLY FIELD EM “NUNCA SEM MINHA FILHA”????? po mulé quase 1 mae d novela do maneco globalizada!!! tem q ter!!!

    bju!!

    • Obrigada, Dennis (pelo apoio anti-SusanSurandon no top das mães, rsrsrs).

      E tudo bem você só ter visto Ken Park. Eu também nunca assisti o meu filme nº1, e nem pretendo, pra ser sincera. E depois do seu comment, vou pensar em dar uma chance pra Mommie Dearest.

      Quanto a Sally Field, eu lembro da propaganda desse filme que passava direto na Tela Quente da Globo, mas NUNCA vi, acredita? Mas vc tb nunca viu Minha mãe é um sereia, então estamos quites! hehehe E ela podia entrar também por Uma babá quase perfeita né? Mas ali o pai acaba roubando a cena, fica pro dia dos pais😛

      Bjuuuus pra vc!

  6. ftostes diz:

    Eu não me preocuparia com a falta de Sally Field por aqui. I feel a Norah coming…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: