Top 5 – Especial dia das mães (TV version)

Nossa, tava sumido por aqui, né? Confesso que a Wicked Sis já foi subversiva o suficiente por both of us, e colocou todo o tipo de mães (even the furry ones). E mães é um assunto que me deixa muito soft, um dia faço terapia pra reverter isso. Mas esperem posts monstruosos, de fazer bebês chorarem no dia dos pais. Mas vamos ao top:

5- Sally Field as Norah Walker (Brothers and Sisters)

Eis The Ultimate Mother. Traída, resignada, 1 zilhão de filhos e controla a vida deles com rédea curta. Tudo em nome do amor. Aliás, pega os filhos bastardos do falecido marido e trata como os seus. Isso sim é coração de mãe. Não fosse o suficiente, abre uma instituição pra abrigar pessoas que tem que viajar pra Los Angeles pra tratar de câncer. Sério, dá a auréola pra ela logo. Apoia o filho homossexual, sofre com o caçula na guerra, fica do lado da filha com câncer e é host de uma festa por semana. Quase um The OC pra terceira idade. Viva Sally Field! E seu principal caso de bondade: Ela pegou o vovô acabado Danny Glover. Ecot. Juro que parecia que ia cair um nariz, uma orelha…. ele tava decrépto.

4- Lauren Graham as Lorelai Gilmore (Gilmore Girls)

Mais uma série brega que eu amo! Quem não queria ter uma mãe como Lorelai? Uma relação best buddys, sessões de cineminha super cool, cultura inútil infinda, crappy love life, e sempre comer besteira e não ficar gorda nem uma temporada sequer. Mães do meu Brasil, isso sim é criar uma filha! Ok, ok, a Rory era uma pentelha e não aprendeu nada com a mãe, mas eu acho que foi influencia da avó mala. Por isso eu sempre fiz campanha pra Lorelai ganhar um spin off, uma série só dela. Até pq a carreira da Lauren Graham foi por água abaixo desde então. Já cancelaram a série nova dela? Audiência pífia, né?

3- Frances Conroy as Ruth Fisher (A Sete Palmos)

My dear Frances. Nunca tinha reparado nela até essa série e que interpretação incrível. Que jornada essa personagem teve e que relações familiares estranhas essas. Ela começa meio tapada, ok, ela perde o marido no primeiro episódio. Mas então descobrimos que ela tinha um caso, e depois disso não parou mais. Deve ter pego mais homem que a filha e o filho gay juntos (só não pegou mais que a Brenda, que era uma piranha). Acho que no mundo real, as mães querem ser Lorelais, mas acabam mais Ruths down the road.

2- Katey Sagal as Peggy Bundy (Um amor de família)

God, that brings memories. Acho que essa foi a primeira série que vi na vida, e aprendi muito sobre relações familiares com os Bundy. Peggy era a “perfeita” dona de casa, que não cozinha, não limpa, não cuida dos filhos, e passa o dia inteiro no sofá comendo bombons e assistindo TV. Como é mais antiga, vou até colocar um video pra relembrar. O que são aqueles vestidos, aquela peruca vermelha… provavelmente o cabelo mais alto da TV Americana, só perdendo pro meu primeiro lugar.

1- Renée Taylor as Sylvia Fine (The Nanny)

Muita gente não sabe mas Renée já foi indicada ao Oscar de Melhor roteiro original. Weird, hun? Mas focando, Sylvia Fine empurrou sua filha pra todo e qualquer homem solteiro (de preferência judeu) que passasse em sua frente. Comia de um tudo, flertava com o açogueiro, melhor que ela, talvez só Yetta, a avó da Fran. Aliás, taí um belo Combo. Vou colocar um videozinho tb pra relembrar. Até pq passei as últimas 3h assistindo The Nanny no youtube e meu dia voou.

PS: Não, eu não assisto Weeds. ¬¬

6 respostas a Top 5 – Especial dia das mães (TV version)

  1. Adorei amore! Mesmo só tendo fofura, gostei mto e as duas primeiras me pegaram de surpresa. Mas vou dizer que quando eu vi a Katey Sagal jurava que ia ser ela em Sons of Anarchy! Mas ai lembrei que vc não assistia a série, rs.

    Acho que eu teria tirado a Lorelai e colocado a Nancy Bottons (Mary-Louise Parker em Weeds) porque ela realmente é a mãe mais over the top.

    E apesar de não curtir mto Two and a Half Man, a melhor coisa da série é a mãe deles (que fazia a Peggy Peabody em The L Word). Hilária.
    😀

  2. Ah sim, eu definitivamente teria colocado a Carmela Soprano, minha querida Edie Falco. Simplesmente genial no papel da dona de casa do mafioso. Me likes it very much!

    Mas ok, vc ainda tem que ver a série ;P

  3. carol patriarca diz:

    devia assistir….weeds rlz!!!

  4. Julie diz:

    Meu Deus! That takes me back! Cara, Nora Walker consegue ser a mãe mais chata e mais legal do mundo ao mesmo tempo! Ponto para Sally Field!

    Lorelai Gilmore merecia um spin off e poderia se chamar “My life without Rory” – Ia ser tãaao legal! Meu personagem preferido na série que tinha uma filha tão maleta, como pode? Se eu tivesse essa mãe e esses genes, o que eu não faria? Hahahahaha!

    Um amor de família??? OMG! Peggy Bundy é demais! Eu me lembro que essa série me irritava pq o Al e o Buddy me davam nojinho mas eu adorava a Peggy, achava que ela tinha tiradas sensacionais!

    Sylvia Fine! Totally jewish mother! Junto com a Yetta não tinha pra ninguém mesmo!

    Mas concordo com a Rafinha que faltou a Evelyn de “Two and a Half Man” – Cara, as melhores tiradas, os melhores capítulos, a mãe mais bitch ever, mas ela é perfeita! Hahahaha!

    Não vi Weeds nem Six Feet Under…

    beijosss

  5. Adorei a lembrança da Sylvia Fine e da Yetta! Adorava The Nanny🙂

  6. thassio diz:

    como assim tirar lorelai gilmore, rafinha?!

    blasfêmia!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: