Top 5 (Musical Monday) – As novas divas dos musicais

Eu vou admitir que hoje entrei em crise existencial porque ia montar um top 10 que não deu certo pela minha insegurança no assunto. Sério, pasmei. Como assim? ME? Ok eu não conseguir montar um top 10 “Novelas” porque eu certamente não assisti mais de 2 ou 3 na íntegra (se isso), mas um top 10 com tema musical? Tá certo que eu não sou o Fil (freak dos musicais/cinema), nem muito menos a minha irmã (freak dos musicais/Broadway), mas ainda assim… Isso me deixou tão bolada que vou ver se monto um intensivo pro meu final de semana, rs. Eu até montei o top 10, mas os três últimos colocados screamed “esgotei todos os nomes que eu conheço e agora to apelando”! Então achei melhor eu vestir as sandalhas da humildade, baixar a bola, e parar de colocar mais 5 coisas no meu top megalomaníaco. Vou do tradicional “Top 5” mesmo. E o tema da vez é sobre as “novas” divas, aquelas que na minha opinião vão ter os nomes consagrados perto das grandes e eternas (um dia faço um top 5 dessas). Pesado né? Aposto que o Fil tá pensando “As if!” nesse exato momento, mas até ele ha de concordar com algumas das minhas escolhas… I hope! rs

obs: Tony = oscar do teatro norte-americano. Now you know.

5. Sara Ramirez


Eu sei que todo mundo conhece a Sara por seu papel como Dra Callie Torres em Grey’s Anatomy, mas poucos sabem como foi que ela chamou a atenção da ABC pra conseguir esse posto. Sara já tinha um backgroung de teatro fazia um tempo, e ganhou grande destaque – além do Tony de melhor atriz – com a comédia Monty Python’s Spamelot baseado no filme Monty Python e o Cálice Sagrado. Reza a lenda (rs) que alguns produtores da ABC compareceram a peça e gostaram tanto da atriz que disseram que ela podia escolher qualquer uma das séries em andamento, que um papel seria escrito especialmente pra ela. Espertinha que só, ela escolheu a série número 1 do canal e virou o novo interesse romântico de George O’Malley. Eu só espero que a Sara não abandone por completo a música, ou já já vai sair da listinha. Mas como ela cantou pra trilha da série, e diz que pretende retornar a Broadway, vamos deixá-la aqui para futuras referências… e vai que rola um episódio musical em Grey’s?

Sara Ramirez canta Find Your Grail (Spamelot @ Tony Awards 2005):

4. Audra McDonald


Taí outro grande talento da Broadway que a Shonda Rhimes conseguiu pra uma de suas séries, mas contrário ao sucesso de Grey’s Anatomy, eu acho Private Practice uma chatice só. O que é um absurdo se você considerar que é da mesma criadora e tem duas “lendas” dos palcos no elenco principal: Taye Diggs (elenco original de Rent, e maridão da nossa medalha de bronze) e a sensacional Audra McDonald. Talvez a Audra até merecesse o terceiro lugar, em termos vocais, mas no conjunto da obra ela perde pra queridona que vem a seguir. Anyway, em Private, Audra vive Naomi, uma médica nhenhenhe, que vive imersa nos dramas e relacionamentos da série (ali é impressionante, um troca-troca sem fim entre o elenco principal), mas o que poucos sabem é que ela é detentora de quatro Tonys (3 deles antes dos 28 anos, uma prodígio) e dois Grammys. É, a mulher é sinistra e foi eleita recentemente pela Times como a terceira maior diva da Broadway atual. Vamos conferir o vozeirão?

Audra McDonald canta I have Confidence (A noviça rebelde – foi difícil escolher uma dela. Cantou tantos clássicos nesse show, desde Judy, a Barbra, a Julie Andrews. Essa mulher é foda!):

3. Idina Menzel


Lembro bem a minha iniciação no “culto Idina”, rs. Eu estava vendo o filme Rent e lá vinha ela na pele da bissexual Maureen. Foi sensacional, ela parecia muito cool, e tinha aquela voz… Depois disso eu fui descobrir que ela fazia parte do elenco original da peça, que foi um dos maiores sucessos da Broadway ever! O filme eu já falei que, pra mim, deixa a desejar, mas Idina estava sensacional. Depois disso, ela se consagrou como Elphaba, aka Bruxa Má do Oeste, na peça Wicked, e ganhou seu primeiro Tony. além de umas costelas quebradas em sua penúltima apresentação (no dia seguinte ela apareceu de roupas normais e cantou a música final, sendo ovacionada de pé por umas 3 horas, rs… ou algo assim). Também fez participações pequenas na série Private Practice (do maridão Taye Diggs) e no filme Encantada, mas foi como Shelby Corcoran em Glee, que Idina se fez conhecida a um público mais pop. Tomara que ela volte pra segunda temporada da série! Medalha de bronze pra ela que fez um dueto sensacional de Poker Face com nossa segunda colocada do top…

Idina canta Defying Gravity (do musical Wicked):

2. Lea Michele


Deve ser muito difícil travar um dueto com a Idina Menzel e não se sentir intimidada. Se isso aconteceu com Lea Michele, não transpareceu. Ela não só chegou junto, como foi além. Eu fico só com medo dessa hype toda subir a cabeça da Lea, porque afinal de contas, elas ainda é “baby”, e ouvir o criador da série comparando sua voz a divas como Barbra Streisand, infla o ego de qualquer um(a). E uma coisa é fato: the girl can sing! Atuando nos palcos da Broadway desde os 8 anos, Lea ganhou visibilizadade ao viver a protagonista de O despertar da primavera, no elenco original. Mas foi como Rachel Berry, em Glee, que sua vida se transformou do dia pra noite. Agora resta observar e ver qual caminho Lea vai traçar e se vai efetivamente se firmar como uma das maiores divas da atualidade. E vou dizer, a versão dela de Defying Gravity é ainda melhor que a original! Essa aí vai longe… os wicked twins são fãs de carteirinha.

Lea Michele canta Touch Me (difícil achar coisa dela ao vivo com qualidade decente, e não aguento mais Own my own)

E quem será o primeiro lugar?

(drums rolling)

1. Kristin Chenoweth (aka La Cheno)


Alguma dúvida? Eu estou completamente em “awe” pela voz e talento dessa mulher, quem não lembra, já coloquei ela cantando I’m hopelessly devoted to you aqui no blog! Veterana da Broadway, La Cheno, como foi carinhosamente apelidada, levou o Tony por You’re a good man, Charlie Brown, atuou junto a Idina no elenco original de Wicked, como Glinda, a bruxa boa, e finalmente, em sua migração para a Tv levou o Emmy como atriz coadjuvante em Pushing Daisies. Com uma das carreiras mais sólidas na Broadway, Kristin já deixou seu marco e continua atraindo atenção onde quer que passe. Sem contar que sua participação em Glee como April Rhodes foi certamente a cerejinha dessa temporada, e deu tão certo que aproveitaram pra dar repeteco depois do break (a temporada ficou dividida em duas partes devido ao American Idol). E o mais incrível é que o segundo episódio que ela participa é meio fraquinho, mas se salva por seu cover de One less bell to answer/ A chair is still a chair (dueto com Matthew Morrison), da Barbra, e a música final Home, do musical The Wiz. SENSACIONAL! Sem contar que ela por si só é foda, e foi a primeira a descer o cacete – com muita finesse – no babaca do Ramin Setoodeh, que escreveu um texto super homofobico pra Newsweek (quer saber mais, clica aqui). Palmas pra ela que a gente s2!

Como conseguir vídeos de Glee no Youtube é Missão Impossível, ai vai o clipe com sync duvidoso de One less bell to answer/ A house is not a home:

8 respostas a Top 5 (Musical Monday) – As novas divas dos musicais

  1. Julie diz:

    Adorei o Top 5 especialmente que não sabia da Sara Ramirez nem da Audra Mcdonald!!! Certamente terei mais respeito agora pela Callie (ok, eu nutro um certo carinho mesmo na fase chatonilda dela) e pela Audra (eu ODEIO PP e acho o papel dela muuito chato como a Dra Naomi! Putz! Sabendo que ela é esse prodígio, agora eu acho que não só Kate Walsh, como ela e Taye Diggs mereciam mais, hehehe). Eu tb sou Idina Fan!!!! Ela é tudo, né? Para! Que coisa, que voz! Estou in love! La Cheno é minha queridinha! Enfim, adorei o Top 5! Muito digno1😉

  2. carol diz:

    La Cheno arrasa. E sempre que a vejo penso ‘caralho, Aaron Sorkin escreveu uma série (Studio 60) pra superar a separação dos dois’. Essa mulher não deve ser fraca não.

    E não sabia que Idina era casada com Taye Diggs! Sortuuudaaaa =O

    (Wilhelmina em Ugly Betty: ‘What is it with white people and Taye Diggs?’ Hahaha)

  3. ftostes diz:

    Ce sabe que eu sou completamente apaixonado pelo seu top 3, né? A grande supresa foi a Audra, quem vê PP nem imagina pq essa personagem ainda existe. Acho que a Shonda mantem exatamente pra um dia fazer eps musicais. Pq vamos combinar que é um desperdício de talento. O mesmo pra Sarah, vamos botar essas mulheres pra cantar!

  4. Zuzu diz:

    Estou apaixonada. S2 Sara Ramirez

  5. […] atenção pras apresentações de Matthew Morrison (Will Shuester, o professor do Glee Club) e a nova diva Lea Michele (Rachel Berry). Enquanto Morrison foi fofinho, mas ficou evidentemente sem ar pra […]

  6. […] migrar com sucesso para as telonas (e telinhas), caso da nossa digníssima Idina Menzel (lembra?) e o maridão Taye Diggs. Uma pena pensar que antes dele, Spike Lee era o diretor ligado ao […]

  7. jordanna diz:

    deveria postar — Don’t rain on my parede by: lea michele, live on 2010 tony award
    shes so beautiful, she’s amazing
    and is a great singer
    xo xo..

  8. Ana Carolina diz:

    Eu só gostaria de saber de quem é essa musica que a Lea Michele canta touch me. Obrigada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: