Musical Monday – Let the sunshine in

O fim de semana tava sendo agradável demais, cheio de brincadeiras, piadas, conversas entre amigos, barzinho, clube do livro e estava pronto pra fazer um Musical Monday feliz e contente, sem músicas de fossa, e mais querendo animar a semana do que qualquer outra coisa. Um verdadeiro espírito gay=feliz. Pois algumas notícias domingo a noite e hoje de manhã mudaram um pouco meu humor. A primeira, foi essa matéria no Globo, sobre um jornalista que sofre bullying na rua onde mora, porque uns babacas resolveram encrencar com ele devido a sua opção sexual. E descobri que isso é bem perto aqui de casa, num dos supostos bairros mais seguros do Rio de Janeiro. Como se o dia estivesse ruim o suficiente, leio essa matéria sobre o filme The Kids are all right, que já falamos aqui no blog, sobre um casal de lésbicas que tem dois filhos por inseminação artificial e que anos depois eles  decidem procurar o doador do esperma . O artigo é ridículamente preconceituoso, e é num dos jornais de maior circulação em NY. Pura disseminação do ódio contra as diferenças, como se fosse uma ofensa grave retratar uma família homossexual num filme. É tanta disseminação de ódio que eu mesmo tô cheio dele aqui dentro, querendo esganar um. E pra fechar as notícias coloridas mais cinzentas possíveis, chega um e-mail sobre outra história ainda pior. Novamente pra quem não vai ler, “um homem matou uma menina espancando-a com um taco de sinuca, em frente ao bar em que estavam. O bairro amanheceu chocado na manhã de sexta-feira (16). A notícia que corria era a de que o dono do bar teria fechado o estabelecimento e desaparecido, sem “se meter” na briga. Entre os muitos detalhes asquerosos da situação, o que indigna é o fato de que a mulher morava ao lado do local em que foi assassinada e os vizinhos (além do dono do bar) poderiam ter feito alguma coisa para impedir o desfecho da história e não o fizeram.” Essa selvageria toda apenas porque ela era homossexual. É surreal e revoltante dessa forma.

Quando o mundo parece tão evoluído, e um lugar aceitável pra se viver, tem sempre que vir o ser humano e cagar tudo em volta, né? Como disse a Wicked Sis, primeiro vem a tristeza, muita tristeza. Depois a raiva, vontade de bater em todas essas pessoas, que fazem tantas outras sofrerem, direta e indiretamente. Sim, porque quantas mães de homossexuais não vão ler essas notícias e sentir pesar pelas batalhas que os filhos vão ter que enfrentar? E imagina a família, os amigos de alguém que acordou e descobriu que aquela pessoa morreu com tacadas de sinuca, simplesmente por ser quem ela é? Revoltante demais. Depois da raiva, volta a tristeza, e um cansaço. Passo pra frente, passo pra trás.

Então deixo vocês com Hair. Nem falei nada sobre o vídeo, sobre o filme, né? Fica pra semana que vem. A música é ótima, mas é o final do filme. Isso é um MAJOR SPOILER ALERT. É a última cena do filme, não quer saber como é antes de ver, não dê o play. Avisei, hein? Como ela se relaciona ao post? Assistam o filme. Tem tudo a ver. Gostaria de ver de tamanhas reações políticas na sociedade a favor do amor livre como acontece em Hair. Dizem que o filme chegou atrasado pra Guerra do Vietnã, mas talvez não tenha chegado tão tarde assim…

Uma resposta a Musical Monday – Let the sunshine in

  1. Ontem foi realmente um daqueles dias onde parece que estamos andando pra trás.

    Eu li o post que vc linkou no FB do jornalista e já fiquei indignada. Depois veio essa crítica do NY Post que me deixou tão possessa que cheguei a escrever um email pra eles falando que era uma absurdo que eles dessem aval pra uma publicação dessas, mostrando que a homofobia ainda impera na News Corporation (pensar que eles ganham tanto dinheiro em cima de Glee, bando de filhodap*).

    E pra piorar essa notícia da menina de Teresópolis. Eu ainda não consigo acreditar sabe? É tão distante, tão surreal… Dá muita tristeza, e raiva também. Mas um cara desses TEM QUE pagar. Sério. A impunidade desse país já é de querer arrancar os cabelos, mas alguma coisa tem que ser feita.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: