Crítica – Salt, A Saltadora de caminhões em movimento

Salt é uma agente da CIA que no dia do seu aniversário de casamento, é acusada por um desertor russo de fazer parte de um programa de espionagem. Segundo ele, o plano era infiltrar crianças russas no lugar de americanas, e elas permaneceriam esperando sua missão por anos, décadas, até chegado o Dia X, em que um vice-presidente americano morreria, um presidente russo iria ao funeral nos Estados Unidos, e os russos matariam seu próprio presidente. Salt passa a ser perseguida pelos americanos, tenta encontrar seu marido e provar sua inocência. Sim, essa é a premissa básica de Salt, novo filme de Angelina Jolie, com pitadas de Identidade Bourne, onde não sabemos se Angelina é russa ou americana.

Ok, tramas absurdas são marcas registradas dos filmes de espionagem. Não tem um James Bond, ou Ethan Hunt, que não tenha passado por isso. Mas Evelyn Salt abusa um pouco da boa vontade do espectador. Seja por sua habilidade em saltar sobre caminhões em alta velocidade, escapar de situações impossíveis, ou desarmar seus oponentes sem de fato matar ninguém, apenas com seu corpo-a-corpo. Com tantos tiros sendo disparados para todos os lados, algum personagem deveria ser atingido, mesmo que não fosse de propósito, mas por bala perdida. Não que Salt seja uma super mulher. Na verdade, ela apanha um bocado. Só os saltos dos caminhões já seriam o suficiente pra deixar muita gente de cama, com o corpo cheio de hematomas por semanas. Se a pessoa estiver com o peso mínimo gritando anorexia que Angelia Jolie manteve durante essas filmagens, não era pra sobrar osso sobre osso. Mas Salt sai com apenas um arranhão, literalmente. Nada que atrase muito os seus planos.

Angelina de Morticia Adams. Sabe o que dizem sobre tintura pra cabelo na pele deixar marcas? Pura mentira. Angelina passa como se fosse Lama Medicinal e a pele continuou linda depois.

Ainda assim, muitos espiões passam por situações extremas sem sequer derramar seus Dry Martinis. O que torna Salt diferente? Bem, ela é uma mulher. E aí está de fato o maior trunfo do filme. Toda vez que Angelina fecha os olhinhos e grita “Onde está meu marido?” nós imediatamente queremos acreditar nela, um preconceito estabelecido por décadas e décadas de domínio masculino nos filmes de ação. Como se uma mulher implorando por seu marido não pudesse estar mentindo. Poucas atrizes conseguiram ser símbolos tão fortes em filmes de ação sem perder a graciosidade e a feminilidade como Jolie. Mesmo Sigourney Weaver em Alien, Linda Hamilton em O Exterminador do Futuro, ou mesmo Carrie Ann Moss em Matrix, arrebentaram em seus filmes, mas de uma forma masculinizada, e o diretor Philip Noyce parece saber do trunfo que tem nas mãos. Salt produz bombas caseiras, escala paredes, bate em um número infindo de homens, mas também salva cachorrinhos.

E exatamente por brincar com essa dualidade na cabeça do espectador que o filme consegue divertir e divergir dos absurdos do roteiro. Torcemos por Jolie, mesmo quando tudo indica que não deveríamos, e isso não ocorre devido a uma identificação com a personagem. É puro carisma da atriz, somados a ação ininterrupta. Sem tempo pra questionar ou absorver o que está na tela, fica mais fácil se divertir com Salt.

Angelina fantasiada de Jessica Alba em Quarteto Fantástico. Idéia brilhante, essa...

Angelina poderia fazer história para as mulheres no que diz respeito aos filmes de ação. Poderia ser uma nova Jane Fonda em Barbarella, e tem todos os atributos necessários para isso. Seu único problema é não saber escolher os projetos, e entre os Tomb Raiders, Pecado Mortal, Tirando Vidas e Procurado, está cada vez mais difícil achar a atriz que ganhou o Oscar por Garota, Interrompida. Só de carisma não se faz um bom filme, uma boa carreira, e no caso de Jolie, nem uma boa bilheteria.

Nota: 3,0 

Uma resposta a Crítica – Salt, A Saltadora de caminhões em movimento

  1. You ought to take part in a contest for one of the highest quality sites on the web.

    I am going to highly recommend this blog!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: